Nova partícula é bóson de Higgs, indica fortemente estudo

Entretanto ainda não é possível afirmar definitivamente que nova partícula seja de fato o bóson, que se acredita que dá massa às partículas

Genebra – A análise de traços de uma partícula elementar descoberta no Grande Colisor de Hádrons (LHC), no semestre passado, “indica fortemente” que é o tão esperado bóson de Higgs, informou na quinta-feira o centro de pesquisa física europeu (CERN, na sigla em francês).

No comunicado, porém, sobre as recentes descobertas, a partir de vasto volume de dados reunidos durante três anos de colisões no LHC, não afirma ter sido definitivamente descoberto o bóson, que se acredita que dá massa às partículas.

As experiências são realizadas no Grande Colisor de Hádrons, maior e mais poderoso acelerador de partículas do mundo – um tubo circular de 27 quilômetros de perímetro, enterrado 100 metros abaixo do solo, sob a fronteira franco-suíça.

Dois feixes de energia são disparados em direções opostas, e seu encontro gera milhões de colisões de partículas por segundo, recriando efemeramente as condições ocorridas uma fração de segundo depois do Big Bang.