Nova espécie de mosca recebe nome de personagem de Game of Thrones

A espécie Paramonovius nightking tem características em comum com um dos vilões da série

São Paulo – Cientistas descobriram uma nova espécie de mosca na Austrália, e a batizaram em homenagem ao Rei da Noite, personagem de Game of Thrones, seriado da emissora americana HBO. A espécie Paramonovius nightking tem apenas 1,1 centímetros de comprimento e sua primeira aparição foi em 2012, quando os espécimes foram encontrados no Parque Nacional Wandoo. 

O líder dos white walkers, que são mortos-vivos de pele pálida da série, olhos azuis e acostumados com o inverno gelado, pode ter morrido na última temporada de Game of Thrones, mas seu nome ainda vive.

O cientista Xuankun Li, responsável pela nomenclatura da nova espécie, é um grande fã do seriado baseado nos livros de George R.R. Martin. No entanto, essa não é a única razão para a homenagem. As moscas apresentam diversas similaridades com o primeiro dos walkers – são encontradas no inverno, possuem uma coroa de pelos espinhosos e são cobertas por um fio de poeira similar à neve.

Além disso, o inseto apresenta uma das principais e mais marcantes características do Rei da Noite: são capazes de transformar outros animais da sua espécie em “zumbis”, segundo os cientistas. A nova espécie, que faz parte da família de abelhas Bombyliidae, possui larvas que vivem como parasitas dentro do organismo de seus hospedeiros. As larvas depositam seus ovos e se alimentam do inseto no qual estão hospedadas até que este exploda.

Bryan Lessard, entomologista da National Research Collections da agência australiana CSIRO (Organização da Comunidade Científica e Pesquisa Industrial, na sigla em inglês), diz, em nota, que a categorização e nomeação de novas espécies é a parte mais divertida do trabalho. Só na Austrália, cerca de 230 novas espécies receberam nomes no último ano.

A Paramonovius não é a única espécie a ser nomeada após um personagem de Game of Thrones. Em dezembro do ano passado, uma equipe de entomologistas da Universidade de Nebraska-Lincoln, nos Estados Unidos, descobriu três novas espécies de besouros e as nomeou em homenagem aos dragões da personagem Daenerys Targaryen – chamados Drogon, Rhaegal e Viserion -, batizando-as de Gymnetis drogoni, Gymnetis rhaegali e Gymnetis viserioni.