Nave Soyuz volta à Terra com três astronautas da ISS a bordo

Os três tripulantes são o japonês Koichi Wakata, o russo Mikhail Tyurin e o americano Rick Mastracchio

Washington – Três cosmonautas da Expedição 39 partiram nesta terça-feira outra vez para a Terra após seis meses de missão na Estação Espacial Internacional (ISS) a bordo de uma nave russa Soyuz TMA-11M, informou a Nasa em seu site.

Os três tripulantes são o japonês Koichi Wakata, o russo Mikhail Tyurin e o americano Rick Mastracchio, e a previsão é que aterrissem nas estepes do Cazaquistão nas próximas horas.

Os três cosmonautas trabalham na ISS desde o dia 7 de novembro do ano passado e serão substituídos pela Expedição 40, integrada pelos cosmonautas russos Alexander Skvortsov e Oleg Artemyev e o americano Steve Swanson.

Os membros da Expedição 39 e da 40 conviviam no laboratório orbital desde o dia 27 de março.

Koichi Wakata, de 50 anos, é o 39º comandante da ISS e o primeiro japonês a ocupar este posto.

A maioria dos comandantes anteriores era dos Estados Unidos e Rússia, países que lideram o projeto da ISS, com as exceções de um canadense e um belga.

Seu retorno à Terra coincide com o anúncio da Rússia que não manterá sua contribuição à ISS a partir de 2020, uma notícia que representa um revés na estreita colaboração espacial entre Moscou e Washington após a Guerra Fria.

A Estação Espacial Internacional é um projeto de mais de US$ 100 bilhões no qual participam 16 nações e orbita a mais de 27.000 km/h cerca de 400 quilômetros da Terra.