Nave russa Progress se desintegra sobre o Oceano Pacífico

Os operadores perderam o controle após seu lançamento rumo à Estação Espacial Internacional há uma semana

Moscou – A aeronave espacial não tripulada Progress M-27M, da Rússia, cujos operadores perderam o controle após seu lançamento rumo à Estação Espacial Internacional (ISS) há uma semana, se desintegrou na madrugada desta sexta-feira ao reentrar na atmosfera terrestre.

“Segundo os dados do sistema nacional de controle do espaço, a nave entrou nas camadas densas da atmosfera e se desintegrou”, informou a agência espacial russa, Roscosmos.

A Progress “deixou de existir às 5h04 do horário de Moscou (23h04 de Brasília da quinta-feira) após entrar nas camadas densas da atmosfera na parte central do Oceano Pacífico”, reportou a agência em comunicado.

A nave tinha sido lançada no dia 28 de abril a partir da base de Baikonur, no Cazaquistão, rumo à ISS, mas o Centro de Controle de Voos Espaciais da Rússia perdeu o controle depois que a Progress entrou na órbita errada e deixou de enviar para a Terra.

Todas as tentativas para retomar o controle da aeronave espacial, que transportava cerca de 2,5 toneladas de provisões (combustível, oxigênio, alimentos, equipamentos científicos) para a ISS, não tiveram sucesso.

As naves Progress, utilizadas há 35 anos, são um dos grandes orgulhos da indústria aeroespacial russa, com um histórico praticamente imaculado: até agora só tinham sofrido um acidente, em agosto de 2011, provocado por uma falha do foguete portador.