NASA lança satélite projetado por estudantes do ensino médio

Espaçonave Atlas 5 decolando da estação de lançamento da NASA no Cabo Canaveral, Flórida

A Agência Espacial americana (NASA) confirmou nesta quarta-feira (20) que entre os 11 satélites de pesquisa lançados ao espaço ontem à noite está um projetado por estudantes do ensino médio, e estão todos funcionando segundo o previsto.

O satélite projetado pelos alunos do instituto Thomas Jefferson para a Ciência e a Tecnologia de Alexandria (Virgínia), TJ3Sat, contém um módulo sintetizador de voz que lê textos em voz alta que oferecerá a oportunidade de enviar textos ao satélite e depois baixar pela internet.

O satélite foi desenvolvido pelos estudantes deste centro, que oferece um currículo especializado em ciência e tecnologia em parceria com os engenheiros de empresas aeroespaciais.

Esta iniciativa faz parte da quarta missão Decolagem Educativa de Nanosatélites da NASA, na qual, junto ao instituto Thomas Jefferson, participaram nove universidades americanas e um centro da NASA.

Os 11 satélites enviados ao espaço são artefatos de pesquisa, denominados “nanosatélites”, têm forma cúbica e 10 centímetros de cada lado, volume de 0,95 litros e pesam 1,36 quilos no máximo, e são utilizados em missões científicas, tecnológicas ou educativas.

“Os avanços da comunidade de satélites cúbicos está permitindo uma aceleração da tecnologia de voo que se estenderá pela indústria aeroespacial”, afirmou o diretor da divisão de Sistemas Avançados de exploração da NASA, Jason Crusan, que supervisiona o funcionamento deste programa.

Segundo Crusan, “nossas futuras missões se apoiarão no que esta comunidade fez”.

O administrador associado de educação da NASA em Washington, Leland Melvin, destacou que estes satélites oferecem às “melhores e mais brilhantes mentes jovens” a oportunidade “de descobrir a emoção da exploração espacial ao mesmo tempo que enfrentam os desafios tecnológicos e de engenharia”.