Nasa divulga primeiras imagens do objeto mais distante já estudado

Agência Espacial Americana fez história na virada do ano com a sonda New Horizons

São Paulo – A Nasa começou 2019 com um feito histórico, ao registrar as primeiras imagens de um objeto celestial localizado na enigmática região do Cinturão de Kuiper, a 6,4 bilhões de quilômetros da Terra. O objeto, chamado de Ultima Thule, foi fotografado pela sonda New Horizons na véspera de Ano Novo em um sobrevoo de alto risco.

Pelas imagens, a Ultima Thule tem forma semelhante a de um pino de boliche, com dimensões de aproximadamente 32 por 16 quilômetros, girando de um lado para outro. Outra possibilidade é que se trate de dois objetos orbitando um ao outro.

Com a investida, a Nasa espera abrir um novo capítulo na compreensão das origens do sistema solar. A Ultima Thule situa-se no cinturão que data da época da formação dos planetas e que é popularmente conhecido como “sótão” do sistema solar.

A espaçonave New Horizons, que foi lançada em janeiro de 2006, enviará novos dados e imagens do objeto ao longo dos próximos 20 meses.

A missão científica da Nasa é dirigida pelo Laboratório de Física Aplicada da Johns Hopkins em Laurel, Maryland, que projetou, construiu e opera a New Horizons.

Abaixo, uma sequência de três imagens ilustra a rotação da Ultima Thule. Esteticamente, as imagens podem não parecer muita coisa, mas seu peso histórico é inegável.