Nasa divulga fotos do furacão Florence, que se agiganta rumo aos EUA

Furacão atinge categoria 4, com ventos furiosos que atingem 195 km/h

São Paulo – O furacão Florence acaba de atingir a categoria 4, de uma escala que vai até 5, tornando-se agora um fenômeno ameaçador, segundo informações da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos Estados Unidos (NOAA). 

Florence continua a se fortalecer rapidamente e tem ventos furiosos que atingem 195 km/h. Embora ainda esteja longe da terra, o Centro Nacional de Furacões dos EUA confirmou que o furacão deve atingir a área em torno dos estados norte-americanos da Carolina do Norte e Carolina do Sul entre a noite de quinta-feira e a manhã de sexta-feira. 

Ao tocar o solo, um furacão nesta categoria tem o potencial de provocar impactos severos e mortais, incluindo danos causados ​​pelos ventos furiosos e enchentes que destroem propriedades e infraestruturas e colocam em risco vidas humanas e animais. 

Mais cedo, o astronauta da Nasa Ricky Arnold publicou em seu perfil no Twitter imagens do furacão que se agiganta a caminho dos  EUA.

Uma animação divulgada pelo Serviço Meteorológico Nacional do país traz detalhes do olho do furacão Florence, destacando sua rápida movimentação nesta manhã.

A aproximação do furacão deixou o país em alerta e o assunto entrou para os trending topics do Twitter nos EUA nesta segunda-feira.

Além de Florence, os cientistas americanos acompanham a movimentação de outras duas fortes tempestades que se deslocam no Atlântico rumo aos EUA, Helen e Isaac, ambas de categoria 1. 

De acordo com meteorologistas americanos, a temporada de furacões no Atlântico está 60% abaixo do normal.