Nasa detecta manchas escuras no Sol

A sonda do Observatório de Dinâmica Solar encontrou manchas escuras gigantes que se formaram sobre o Sol nas últimas 48 horas e pode provocar novas tempestades solares

São Paulo – A sonda do Observatório de Dinâmica Solar (SDO), da Nasa, encontrou manchas escuras gigantes que se formaram sobre o Sol nas últimas 48 horas. É provável que o fenômeno provoque novas tempestades solares.

As tempestades são causadas por essas manchas solares, regiões onde há uma redução de temperatura e pressão das massas gasosas no Sol, relacionadas ao seu campo magnético. O Sol tem ciclos de atividade de aproximadamente 11 anos, com períodos mais intensos. O auge desse ciclo acontece agora, em 2013.

A sonda do SDO estuda, desde 2010, os fenômenos que acontecem no Sol e, de alguma forma, interferem na Terra. A imagem divulgada pela Nasa combina dois instrumentos do SDO. Um deles tira fotos em luz visível. Já o outro faz imagens com um comprimento de onda que capta a baixa atmosfera do Sol.

Juntas, as manchas pretas têm um diâmetro equivalente a mais de seis Terras. Segundo a Nasa, elas evoluíram rapidamente para o que se chama de “região delta”. Isso significa que as áreas mais claras apresentam campos magnéticos que apontam na direção contrária dos campos do centro.

Por ser considerada uma configuração instável, ela pode causar erupções de radiação no Sol. Dependendo da intensidade, o fenômeno pode alcançar a Terra em forma de tempestades solares. Isso pode prejudicar sinais de comunicação, mas não coloca o ser humano em perigo.