NASA descobre que cratera em Marte já foi um enorme lago

Dados enviados pelo robô Curiosity, da NASA, indicam que a cratera Gale, em Marte, já foi um grande lago

São Paulo – A NASA anunciou, nesta semana, que a cratera Gale (localizada em Marte) apresenta indícios de ter abrigado um enorme lago por milhões de anos. A descoberta foi feita por meio do robô Curiosity.

Com a ajuda de câmeras e outros instrumentos, o robô analisou algumas camadas do Monte Sharp. Essa montanha tem cerca de 5 quilômetros de altura e fica localizada no centro da cratera Gale.

No fim, as análises constataram a presença de sedimentos na base do monte que indicam que o local foi cercado de água por muito tempo.

“Onde agora fica a montanha, devia existir uma série de lagos no passado”, afirmou John Grotzinger, cientista ligado ao projeto do Curiosity, em nota reproduzida no site da NASA.

“O conhecimento que estamos acumulando sobre a evolução do meio ambiente em Marte por meio do estudo de como o Monte Sharp se formou também vai nos ajudar a planejar missões em busca de sinais de vida no futuro”, afirmou Michael Meyer na nota publicada no site da NASA.

Meyer é cientista do Programa de Exploração de Marte da agência espacial americana. Dentro de aproximadamente 15 anos, a NASA pretende enviar missões tripuladas por humanos para Marte.