Pela 1ª vez, câncer pulmonar é detectado via exame de sangue

Médicos franceses anunciaram avanço na detecção precoce do câncer de pulmão graças a um exame de sangue - feito apresentado como "inédito mundialmente"

Uma equipe médica francesa anunciou neste sábado um importante avanço na detecção precoce do câncer de pulmão graças a um simples exame de sangue – feito apresentado como “inédito mundialmente”.

A pesquisa, desenvolvida pelo grupo do professor Paul Hofman, do hospital universitário de Nice (sul da França), em parceria com um centro da Universidade de Sophia-Antipolis, conseguiu provar a presença de células tumorais no sangue dos pacientes muito antes que uma radiografia possa revelar o mínimo sintoma.

Numa amostragem de 245 pessoas sem câncer, das quais 168 já corriam risco por sofrerem de broncopatia crônica obstrutiva, a análise detectou células cancerígenas em cinco delas.

Depois disso “todas elas desenvolveram câncer, o que significa 100% de sensibilidade ao teste”, explicou o professor Hofman.

“Nós conseguimos provar o conceito, agora falta validar os resultados estatisticamente através de um estudo nacional”, garantiu.

A detecção precoce pode desempenhar um papel-chave na intervenção cirúrgica, conseguindo uma “incidência extraordinária” no campo dos cânceres pulmonares invasivos. A equipe de pesquisadores acredita que trata-se de um passo para a “erradicação” do câncer.

Os resultados do estudo foram publicados nesta sexta-feira na revista científica norte-americana Plos One.