Instituto Geológico dos EUA elabora mapa mais completo de Marte

As imagens recolhidas pela nave 'Odisseia 2001', que orbita ao redor do chamado Planeta Vermelho, tornaram possível a elaboração desse novo mapa

O Instituto Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês) elaborou o mapa mais completo de Marte já realizado até o momento, o qual inclui informação topográfica, termal e dados sobre a composição do solo marciano.

As imagens recolhidas pela nave “Odisseia 2001”, que orbita ao redor do chamado Planeta Vermelho, tornaram possível a elaboração desse novo mapa, que aprimora e complementa versões prévias elaboradas entre os anos 70 e 80, indicou o USGS em seu site.

O mapa utiliza dados do Sistema Termal de Emissão de Imagens (Themis), um sistema de captação de imagens de emissão térmica, baseado no espectro da radiação infravermelho instalado na sonda “Odisseia”.

Robin Fergason, do Centro Cientista de Astrogeología do USGS no Arizona, liderou o projeto em parceria com pesquisadores do Centro Espacial de Marte da Universidade Estadual do Arizona (ASU na sigla em inglês).

“Utilizamos mais de 20 mil imagens de temperatura de noite da Themis para gerar o mapa de mais alta resolução de propriedades da superfície de Marte criado até o momento”, afirmou Fergason em um comunicado divulgado através do site da ASU.

“Agora esses dados estão disponíveis gratuitamente para todos os pesquisadores e para o público em geral”, apontou o pesquisador, que finalizou seus estudos de doutorado em 2006.

“As áreas mais obscuras no mapa são mais frias pela noite, têm menor inércia termal e, provavelmente, contêm partículas finas, como pó, lodo ou areia fina”, disse Fergason, que acrescentou que as regiões mais brilhantes são as mais calorosas, com superfícies que consistem talvez de areia mais grossa, fragmentos de rochas ou a combinação de ambos os materiais.