Fenômeno da Lua azul acontece nesta sexta-feira

A Lua azul ocorre a cada dois anos, aproximadamente, e é quando duas luas cheias aparecem em um mesmo mês

São Paulo – Acontecerá hoje (31) o fenômeno da Lua azul. Ele só ocorre quando há uma segunda Lua cheia no mesmo mês. A primeira delas aconteceu em 2 de agosto.

A Lua azul ocorre a cada dois anos, aproximadamente. Antes da Lua azul que acontecerá hoje, o fenômeno ocorreu em dezembro de 2009, há dois anos e oito meses. A próxima será em julho de 2015, daqui a dois anos e onze meses.

A cada 19 anos, a Lua azul acontece duas vezes em um ano, uma em janeiro e a outra em março. A última vez que o esse fenômeno duplo aconteceu foi em janeiro e março de 1999. Portanto, o evento está previsto para acontecer apenas em 2018.

A Lua azul ocorre porque o período de fases da Lua dura 29,5 dias. No entanto, o nosso mês dura 30 ou 31 dias, com exceção de fevereiro. Portanto, como o ciclo da Lua é menor, é possível que aconteçam duas Luas cheias em um mesmo mês.

Apesar do nome, a Lua não estará azul hoje. Assim como não costuma estar. A coloração azulada é muito rara e só acontece quando a atmosfera contém partículas em suspensão maiores do que o comprimento de onda da luz vermelha na alta atmosfera. Por exemplo, quando ocorrem erupções vulcânicas ou incêndios florestais muito grandes, essas partículas são produzidas. Dessa forma, a luz vermelha é absorvida e deixa passar a luz azul.

O fenômeno ficou conhecido como Lua azul por um erro de 1946, quando um astrônomo amador escreveu para uma revista sobre Luas azuis enquanto se referia ao fenômeno das duas Luas cheias em um mês.

Logo, diferente do que o nome indica, a Lua não terá um brilho mais intenso, nem uma coloração azulada. Ela apenas estará cheia e poderá ser vista de qualquer lugar do mundo.

Neil Armstrong

O fenômeno de hoje provavelmente ficará marcado. Essa Lua azul acontece no mesmo dia em que ocorre o enterro do primeiro homem a pisar na Lua, Neil Armstrong.

Armstrong morreu no último sábado (25), aos 82 anos de idade. Ele teve complicações no coração após uma cirurgia feita no início do mês.

Em comunicado divulgado no dia da morte, a família fez um pedido para aqueles que queiram homenagear Armstrong: “temos um simples pedido: honre o seu exemplo de serviço, realização e modéstia e, da próxima vez que você andar em uma noite clara e ver a Lua sorrindo para você, pense em Neil Armstrong e dê a ele uma piscadela.”