Fast food contribui para o aumento da obesidade

Pesquisadores concluíram que uma maior frequência em fast food pode contribuir para o aumento da obesidade

O aumento da prevalência da obesidade causa muita discussão, principalmente pelo fato desse aumento ter ocorrido na sua maioria devido à mudanças ambientais, como fatores físicos e sociais, do que mudanças biológicas.

Um dos potenciais responsáveis por isso é o fato das pessoas estarem comendo mais fora de casa e, particularmente em redes “fast food”, as quais apresentam na sua maioria alimentos mais calóricos, como hamburguer e batata frita.

Esses alimentos costumam ter uma alta densidade calórica proveniente principalmente de carboidratos refinados e gordura saturada, além da alta quantidade de sódio e a baixa quantidade de fibras, vitaminas e minerais, contribuindo para a disseminação da obesidade. Estudos apontam que trabalhar fora de casa e ter crianças aumenta a frequência em restaurantes fast food, principalmente se este estiver localizado perto da residência.

Os pesquisadores ressaltam que apesar do fato de uma maior frequência em fast food contribuir para o aumento da obesidade, não é o fator principal. O sedentarismo e um menor consumo de alimentos ricos em nutrientes como frutas, verduras, legumes e cerais são os principais promotores dessa doença.

Referências: JEFFERY, R.W. et al. Are fast food restaurants an environmental risk factor for obesity?, International Journal of Behavioral Nutrition and Physical Activity, v.3, n.2, 2006.Por Joyce Rouvier