Excesso de procura volta a dificultar instalação de ‘tenda da dengue’ em SP

Reclamações sobre o tempo de espera fizeram parte do primeiro dia de funcionamento do novo equipamento instalado na Freguesia do Ó

As filas de pessoas à espera para serem atendidas continuam nas tendas da dengue, instaladas pela Prefeitura. E ao menos um equipamento, em Cidade Ademar, na zona sul, prometido para esta quarta-feira, 15, ainda não havia entrado em funcionamento. Conforme dados mais recentes do Ministério da Saúde, a capital paulista registra 12 casos da doença por hora – 24.885 até o dia 28.

Reclamações sobre o tempo de espera fizeram parte do primeiro dia de funcionamento do novo equipamento instalado na Freguesia do Ó. Às 15h, o estudante Felipe Oliveira, de 21 anos, cansou de esperar pelo resultado do exame de sangue para verificar a quantidade de plaquetas, que ajuda no processo de confirmação da dengue, e foi para casa. Ele havia chegado ao local às 8h.

A secretaria explicou que a alta procura aumentou a espera, mas que “todos os pacientes foram atendidos”. A pasta disse ainda que está monitorando as tendas para fazer ajustes.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.