Exame de médicos formados no exterior tem inscrição até hoje

Para atuar como médico no Brasil, o estudante formado no exterior precisa fazer o reconhecimento do seu diploma para só depois pedir autorização para trabalhar

Terminam hoje (21) as inscrições para o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos (Revalida) de 2015. Revalida é uma prova criada pelos ministérios da Educação e da Saúde para simplificar o processo de reconhecimento de diplomas de medicina emitidos por instituições de ensino estrangeiras.

Os médicos podem se inscrever até as 23h59, horário de Brasília, no site [http://revalida.inep.gov.br/revalida/inscricao/] do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira.

Para atuar como médico no Brasil, o estudante formado no exterior precisa fazer o reconhecimento do seu diploma para só depois solicitar ao conselho regional de medicina a autorização para  trabalhar. A primeira edição do Revalida foi em 2010, como projeto piloto. O exame tornou-se oficial a partir de 2011.

O Revalida será realizado em duas etapas. A primeira está prevista para 18 de outubro. Composto de uma prova objetiva, com 110 questões de múltipla escolha, e outra discursiva, com cinco itens, o exame poderá ser feito em Rio Branco (AC), Manaus (AM), Fortaleza (CE), Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Brasília (DF) e Campo Grande (MS). A taxa de inscrição para a primeira etapa é R$ 100.

Apenas os candidatos aprovados na prova escrita poderão realizar a segunda etapa, composta de uma prova de habilidades clínicas que deve ser aplicada nos dias 28 e 29 de novembro, em local ainda a ser definido. A taxa de inscrição para a segunda etapa é R$ 300.

Para fazer o Revalida, o médico tem de ser brasileiro ou estrangeiro em situação legal no Brasil, deve ter o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF), aprovação no exame de Certificação de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros (Celpe-Bras) e diploma médico autenticado por autoridade consular brasileira e expedido por instituição de educação superior estrangeira reconhecida no país de origem.