Estudo liga criatividade à bebida e insônia

Pesquisas da Universidade de Illionois e de Albion afirmam que tanto a criação quanto o raciocínio lógico funcionam melhor sob efeito de álcool e sono

São Paulo – De forma independente, duas universidades americanas conduziram estudos que, juntos, vão na contramão do senso comum quando o assunto é desempenho e criatividade.

As pesquisas afirmam que nosso cérebro produz as melhores ideias quando somos privados de sono ou estamos sob efeito de álcool. As informações são da revista Wired.

O primeiro estudo, da Universidade de Illinois, em Chicago, comprovou que estudantes respondem melhor a questões de lógica ou que exigem pensamento “fora da caixa” quando consomem bebidas alcóolicas. 

Nos testes, os cientistas compararam resultados dos alunos sóbrios e os que ingeriram álcool. O resultado mostrou que aqueles que haviam bebido resolveram as questões em menos tempo. Segundo os pesquisadores, eles mostraram 30% a mais de chances de encontrar a solução para as perguntas. 

Já o outro estudo, este realizado na Universidade de Albion, em Michigan, testou 400 universitários durante a resolução de suas tarefas de álgebra, pela manhã e à noite. Aqueles que responderam às questões após a privação de horas de sono tiveram sua performance aumentada em 50%.

Os controversos resultados mostram que, diante de uma pilha de prazos, a dupla repouso e equilíbrio – não necessariamente – impulsionam a inspiração ou a criação.