Estes 4 fatores indicam quando um divórcio vai acontecer

Comportamentos tóxicos foram identificados ao longo de um estudo com 14 anos de duração

São Paulo – Se você é casado e seu parceiro constantemente começa a digitar no celular para fugir de uma conversa importante, isso pode ser um sinal de que o casamento não está nada bem. Pesquisadores identificaram quatro comportamentos que podem indicar com precisão, na maioria dos casos, quando um divórcio irá acontecer.

Os fatores são obstrução com o celular, desdém, críticas recorrentes e comportamento defensivo. A conclusão é resultado de 14 anos de um estudo realizado com a participação de 79 casais que moraram nos Estados Unidos. 21 deles se separou.

De acordo com o Business Insider, John Gottman, psicólogo da universidade de Washington, e Robert Levenson, psicólogo da Universidade da Califórnia, identificaram que quanto maior o número de vezes que esses comportamentos se apresentam ao longo de 15 minutos de conversa entre um casal, maiores são as chances da separação. Analisando esses fatores, é possível prever com precisão de 93% um divórcio.

Gottman mantém um instituto que aconselha casais gratuitamente via e-mail, em inglês. O site do chamado Gottman Institute também ajuda a encontrar terapeutas e oferece workshops.

Vale reforçar que os comportamentos listados a seguir indicam um futuro divórcio se acontecerem de forma muito recorrente. Se eles forem ocasionais, não há motivo para pânico.

Obstrução de conversa

Quando uma briga está prestes a começar, seu parceiro pode pegar o celular e começar a usá-lo, ou simplesmente sai do ambiente, ignorando o problema e deixando você de lado.

Essa é uma atitude tóxica para o relacionamento porque bloqueia qualquer forma plausível de comunicação.

Desdém

O desdém acontece quando um dos parceiros se posiciona como se fosse melhor do que o outro. Isso é o beijo da morte no relacionamento, segundo Gottman.

Esse comportamento indica que você se fechou emocionalmente para o seu parceiro.

Críticas

Em vez de fazer críticas construtivas ou simplesmente comunicar gentilmente que algo não agradou, quem está a caminho do divórcio usa uma atitude para criticar o caráter do parceiro de maneira feroz.

O melhor é conversar com calma sobre algo que te incomodou, mas sem transformar isso em algo maior do que é.

Estar sempre na defensiva

Você sempre diz “não foi culpa minha”, mesmo quando você foi, por exemplo, realmente responsável pelo atraso para um compromisso importante?

Segundo Gottman, assumir a responsabilidade por um problema normalmente evita que a discussão se prolongue e atinja um patamar de importância desnecessário – o que leva ao desgaste progressivo do relacionamento.