Este bicho tem cheiro de pipoca com manteiga

É, você leu certo: o urso-gato asiático libera um odor muito característico (e bem esquisito) quando vai marcar o território

Se você gosta de pipoca, ursos e gatos, talvez o urso-gato asiático (Arctictis binturong) seja o melhor animal de estimação para você. O bicho é peludinho, pequeno, parece um gato esquisito e, para marcar território, libera um cheiro igualzinho ao de pipoca com manteiga. Igual mesmo: em um estudo recente, cientistas da Califórnia descobriram que até a composição química é a mesma.

Para descobrir de onde vem o cheiro misterioso (e gostosinho), os cientistas estudaram 33 ursos-gatos no santuário Carolina Tiger Rescue, na Carolina do Norte. Primeiro, eles perceberam que o odor era liberado pela urina dos bichos — aliás, tanto machos quanto fêmeas são bem orgulhosos do próprio cheiro, e costumam mijar em tudo o que é arbusto, árvore e planta, espalhando bem a urina aonde quer que forem.

Analisando o xixi, os pesquisadores notaram que ele tinha a mesma composição principal da pipoca — uma substância chamada 2-AP. Na comida, ele é liberado quando o calor inicia a reação entre os açúcares e os aminoácidos do milho, bem na hora em que ouvimos os estouros.

Mas o se o AP-2 precisa de tanto calor assim para ser formado na pipoca, como é que o urso-gato consegue produzir este composto sem explodir? O truque, segundo os cientistas, são as bactérias da pele: observando mais de perto, os pesquisadores perceberam que o que produz o cheiro é o contato do xixi com esses micro-organismos, exatamente como acontece com o nosso suor nas axilas.

Infelizmente (ou felizmente?), não dá para cruzar com um urso-gato por aqui: ele só é encontrado no sudeste da Ásia, em países como Vietnã, Malásia, Indonésia e Filipinas, e vive nas florestas tropicais, se alimentando principalmente de frutas, ovos e pequenos roedores. E, bem, se você quiser encontrar um desses e sentir o cheiro bizarro que eles produzem, vai ter que correr: eles estão em risco de extinção.