Especialistas acreditam que sonda irá cair sobre a Terra

Rússia perdeu contato com a nave Fobos-Grunt logo após o lançamento

Moscou – Especialistas no setor espacial consideram mínimas as chances da sonda interplanetária Fobos-Grunt, lançada de uma base do Cazaquistão, ser recuperada, e por isso ela provavelmente cairá sobre a Terra.

O programa espacial russo não conseguiu estabelecer contato com a espaçonave. Em suas estações nas Ilhas Canárias, Austrália e na Guiana Francesa, a Agência Espacial Europeia (ESA) também não conseguiu respostas da sonda, que permanece perdida.

De acordo com especialistas russos, o aparelho pode cair sobre a Terra à partir de 3 de dezembro, data do fim da operação de salvamento da Fobos-Grunt, que deveria chegar à órbita marciana no final de 2012. A Sonda poderia cair, segundo os analistas, sobre os territórios dos Estados Unidos, China, África, Austrália, sul da Europa ou Japão.

O diretor de uma revista especializada no setor espacial, Igor Lisov, afirmou que os EUA e a China têm mísseis capazes de abater a espaçonave, que pesa 13,5 toneladas.

A agência espacial russa, Roscosmos, informou que ainda não sabe qual o problema apresentado pela máquina, mas que acredita ser possível reconduzir a Fobos-Grunt à sua órbita.

A missão da sonda demoraria 34 meses. No final dela, a espaçonave retornaria à Terra com uma amostra de 200 gramas do solo de Marte. O projeto custou US$ 170 milhões e tinha como objetivo estudar a matéria inicial do sistema solar e explicar a origem de Fobos e Deimos, a segunda lua de Marte, e de outros satélites naturais do sistema solar.