Empresa planeja construir elevador espacial em 2050

A empresa de construção Obayashi se comprometeu a construir o primeiro elevador espacial totalmente funcional na metade deste século

Uma empresa japonesa planeja construir elevadores para o espaço em 2050. Os elevadores espaciais são sonhados há muito tempo tanto por programas espaciais governamentais quanto pelo setor privado.

Agora, a empresa de construção Obayashi se comprometeu a construir o primeiro elevador espacial totalmente funcional na metade deste século. Em entrevista ao Austratian Broadcasting Corporation, Obayashi informou que o seu elevador espacial chegará à altura de 90 mil quilômetros.

Para efeito de comparação, essa altura é equivalente a três viagens de ida e volta entre Londres, na Inglaterra, e Sidney, na Austrália. Segundo a empresa, uma viagem de ida no elevador espacial levaria sete dias (esperamos que haja janelas).

A ideia por trás da construção de um elevador espacial é que ele iria reduzir significativamente o custo de transporte de materiais pesados. Enquanto os engenheiros acreditam que a maioria das partes de um elevador espacial é possível hoje, como o satélite geoestacionário. Por outro lado, alguns materiais ainda não estão disponíveis.

Um desses materiais é aquele que será usado para fazer o cabo que vai ligar a Terra ao satélite. Muitos cientistas acreditam que a chave está em nanotubos de carbono; Obayashi concorda. A empresa japonesa afirmou que está investindo no desenvolvimento de nanotecnologia de carbono para tornar o projeto uma realidade.

Falando ao canal, o gerente de pesquisa e desenvolvimento da Obayashi, Yoji Ishikawa disse: “A resistência à tração é quase cem vezes mais forte do que o cabo de aço. Por isso, é possível”.

“Neste momento, não podemos fazer o cabo suficientemente longo. Nós só podemos fazer nanotubos de 3 centímetros de comprimento, mas precisamos de muito mais. Achamos que em 2030 nós seremos capazes de fazê-lo.”