Sonda japonesa será lançada no domingo para bombardear asteróide

Após seu lançamento, a Hayabusa2 irá chegar no asteroide 1999 JU3 apenas em meados de 2018

A agência espacial japonesa irá lançar no domingo (30) uma sonda que bombardeará um asteroide para criar uma cratera, coletar material rochoso e então voltar para a Terra.

Após seu lançamento, a sonda Hayabusa2 irá chegar no asteroide 1999 JU3 apenas em meados de 2018.

Depois, serão 18 meses pesquisando o corpo celestial de 900 metros de comprimento, para então fazer o caminho de volta para Terra. A missão deve terminar em 2020.

Os explosivos enviados com o explorador deverão criar uma cratera na superfície do asteroide, permitindo que o Hayabusa2 recolha material rochoso da superfície.

De acordo com a agência japonesa, será a primeira vez que uma cratera artificial será criada em um asteroide dessa forma.

Outros sensores e instrumentos, incluindo uma sonda de exploração, serão enviados ao 1999 JU3.

Os objetivos dessa expedição são bastante parecidos com os da sonda Rosetta, que enviou o primeiro veículo humano para um cometa, no início de novembro.

“Explorar esses corpos espaciais irá ajudar a entender como o sistema solar foi formado e como o material original da vida na Terra foi criado e evoluiu no espaço”, afirma a agência japonesa em comunicado.

O explorador Hayabusa2 tem 1,25 de altura e 1 metro de comprimento, pesando 600 quilos, com o tanque cheio. A nave custou 245 milhões de dólares ao governo japonês.