Cientistas lançam crowdfunding para estudar efeitos do LSD no cérebro

Pesquisa quer demonstrar que a droga pode ser usada para combater depressão e transtornos mentais

Um grupo de pesquisadores ingleses criou uma campanha de crowdfunding para financiar um estudo que irá divulgar as primeiras imagens dos efeitos do LCD no cérebro humano, além de demonstrar os efeitos da droga no órgão.

Na pesquisa, conduzida por pesquisadores do Imperial College de Londres, voluntários tomavam a droga e eram submetidos a uma ressonância magnética e magnetoencefalografia.

A intenção dos cientistas é entender o potencial de alucinógenos como drogas terapêuticas e qual o efeito delas no cérebro humano, considerando que a substância altera a consciência de quem a usa.

“Queremos descobrir se é possível usar substâncias como LSD para ajudar pacientes de transtorno obsessivo-compulsivo ou depressão”, afirma David Nutt, um dos cientistas responsáveis pelo projeto.

Apesar das imagens já terem sido registradas, o estudo ainda não está completo. A saída encontrada para que o projeto seja finalizado foi o financiamento coletivo.

O tema controverso da pesquisa é apontado como um dos motivos para a falta de financiamento público ou particular do estudo, que também é apoiado por uma fundação que financia estudos de substâncias psicoativas e pressiona pela reforma da política antidrogas na Inglaterra.

“Apesar do imenso potencial dessa droga para melhorar nosso entendimento do cérebro, o estigma político silenciou nossa pesquisa. Não podemos permitir que a política interfira um experimento promissor com tanto potencial para o bem”, diz Nutt.

Assista ao vídeo do projeto: