Cientistas criam HD com validade de um milhão de anos

O disco é formado por duas placas finas de safira industrial. Os dados são gravados com platina

São Paulo – A ANDRA, agência francesa de gestão de resíduos, encomendou a criação de um disco rígido que resistisse ao tempo. O resultado foi um HD de safira que pode durar até um milhão de anos, segundo os especialistas.

O disco é formado por duas placas finas de safira industrial. Os dados são gravados com platina. De acordo com a revista Science, o HD tem 20 centímetros de extensão. Este protótipo custou 25 mil euros – equivalente a mais de 62 mil reais.

Um representante da ANDRA disse que o disco rígido fornecerá “informação para arqueólogos do futuro”. De fato, o que motivou a criação do HD de safira foi a necessidade de manter registros dos locais de aterro de lixo nuclear por milhares de anos, período que nenhum acessório ou aparelho pode garantir hoje – exceto por este HD.

Atualmente, o disco está imerso em ácido para que sua vida útil seja colocada à prova.