CERN presta homenagem após morte de Stephen Hawking

Hawking era um brilhante exemplo de como enfrentar uma doença com coragem, disse o diretor do departamento de física da CERN

Genebra – A Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (CERN) prestou uma homenagem nesta quarta-feira ao físico Stephen Hawking, que morreu aos 76 anos.

Em um comunicado, o chefe do departamento de Física do CERN, Gian Giudice, explicou que as descobertas de Hawking “são uma fonte de inspiração constante para a pesquisa teórica” que é realizada nessa instituição, localizada na área de Genebra, na fronteira entre a Suíça e a França.

Giudice também destacou que Hawking transformou a forma de entender os buracos negros e a origem do universo, já que “agrupou ideias da mecânica quântica e da relatividade, duas teorias difíceis de conciliar”.

O diretor de pesquisa e informática do CERN, Eckhard Elsen, definiu o cientista como um dos gigantes “e uma das estrelas da física do século XX, que inspirou uma geração inteira com sua habilidade de apresentar teorias complexas de uma forma popular”.

Além disso, a diretora-geral do CERN, Fabiola Gianotti, lembrou que cada vez que Hawkings visitava o centro, “ficávamos impressionados com seu grande entusiasmo, vitalidade e paixão pelo conhecimento”.

“Hawking era um brilhante exemplo de como enfrentar uma doença com coragem”, concluíu Gianotti.