Cafeína pode salvar vidas de motoristas, diz estudo

Estudo australiano descobriu que motoristas que consomem café têm 63% menos chances de se envolver em acidentes

São Paulo – Um estudo publicado no British Medical Journal descobriu que motoristas que consomem café têm 63% menos chances de se envolver em acidentes. A pesquisa foi feita por cientistas australianos do George Institute for Global Health, em Sydney.

Para chegar nessa conclusão, os cientistas acompanharam 1.047 motoristas. Cada participante deveria dirigir um caminhão com pelo menos 10 toneladas e percorrer pelo menos 200 km. De todos os motoristas estudados, 530 já tinham se envolvido em acidentes automobilísticos enquanto trabalhavam nos 12 meses anteriores ao começo do estudo.

Além do consumo de cafeína, os cientistas também consideraram o peso dos motoristas, a rotina de trabalho, de exercícios e de sono, o consumo de álcool e as distâncias percorridas. Todos esses itens fazem parte de uma estratégia complementar para manter o estado de alerta na direção, segundo os pesquisadores.

Cerca de quatro em cada dez participantes, o equivalente a 43% dos motoristas, consumiam produtos com cafeína para manter o sono longe enquanto dirigiam. Após analisarem todos os fatores envolvidos, os resultados mostraram que os motoristas que consumiram substâncias com cafeína tinham uma probabilidade 63% menor de dormir ao volante em comparação com os motoristas que não tomam cafeína.

Com isso, os cientistas concluíram que o consumo de cafeína para manter o motorista acordado durante a condução pode protegê-lo do sono e salvar sua vida. Porém, os cientistas destacam que o efeito estimulante da cafeína não é duradouro e que não deve ser considerado um substituto do sono.