Cachorros e gatos podem pegar coronavírus?

A OMS informou que não há nenhuma evidência de que cachorros e gatos possam ser infectados pelo vírus, mas chineses investem em máscaras para os pets

São Paulo — O coronavírus tem infectado pessoas ao redor do mundo. No mundo são cerca de 80 mil pessoas infectadas, com mais de 5 mil fora da China, e mais de 2.700 mortas. 

Na China, os donos de cães e gatos têm comprado máscaras para seus pets para protegê-los do vírus. Um vendedor de máscaras específicas para cães disse ao jornal inglês Daily Mail estar vendendo 10 vezes mais máscaras . A transmissão para os animais de estimação, porém, gera controvérsias.

Veja também

A epidemiologista Li Lanjuan, conselheira técnica da Comissão Nacional de Saúde da China, afirmou que o coronavírus pode ser transmitido aos animais domésticos como cães e gatos, mas a Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que não há nenhuma evidência de que cachorros e gatos possam ser infectados pelo vírus.

Também não há evidência de que os pets possam transmitir a doença para os humanos. Autoridades chinesas são, inclusive, criticadas por matar animais sem nenhuma comprovação científica da transmissão.

Por conta da dúvida, os chineses vestem seus animais também com copos, sacolas plásticas e até mesmo meias. Epidemiologistas afirmam que os objetos podem não ser efetivos visto que espaços e lacunas se formam ao redor das bochechas e bordas da boca, facilitando a entrada e saída de ar.

Nas redes sociais, pessoas compartilham fotos dos animais com máscaras.