Aumentam casos de câncer associado à obesidade entre jovens adultos

Nos últimos 40 anos, a obesidade nos Estados Unidos duplicou. Também aumentou fortemente em outros países riscos e nos países em desenvolvimento

Os casos de câncer relacionados à obesidade entre os jovens adultos dos Estados Unidos registraram um forte aumento entre 1995 e 2015, o que faz temer que se reverta a queda global da mortalidade devido a esta doença, segundo os pesquisadores.

Um estudo publicado na revista médica The Lancet, e que cobre dois terços da população americana, assinala que metade dos 12 cânceres associados à obesidade – colorretal, útero, vesícula biliar, rins, pâncreas e mieloma múltiplo -, aumentaram nesse período entre os menores de 50 anos.

Nos grupos mais jovens, estas doenças ganharam ainda mais terreno, segundo o relatório publicado nesta segunda-feira (4) na Lancet.

“A obesidade está a ponto de superar o tabaco como a causa principal de mortalidade por câncer evitável”, se alarma a Sociedade Americana de Oncologia Clínica, reagindo a este artigo.

Nos últimos 40 anos, a obesidade nos Estados Unidos duplicou. Também aumentou fortemente em outros países riscos e, mais recentemente, nos países em desenvolvimento.

Atualmente, dois bilhões de pessoas no mundo têm sobrepeso ou são obesas.

Em conjunto, o número de pessoas que sucumbiu a um câncer nos Estados Unidos diminuiu. Entre 1980 e 2014, houve 20 milhões de mortes, mas, ao mesmo tempo, a taxa de mortalidade baixou 20%, devido, em parte, à diminuição do número de fumantes.

“Mas, no futuro, a obesidade poderia reverter esses progressos”, adverte o médico Ahmedin Jemal, da Sociedade Americana de Câncer, e coautor do estudo.

Contudo, não se sabe a razão pela qual outros seis tipos de câncer associados à obesidade não registraram um aumento similar. Um deles, por exemplo, o câncer de mama, se mantém estável entre as gerações mais jovens.

Ao contrário, a incidência do câncer de pâncreas aumentou por volta de 1% ao ano entre os adultos de entre 45 e 49 anos. Entre 30 e 34 anos, o avanço foi superior a 2%, e entre 25 e 29 anos, chegou a 4,4%.

Comparando as faixas etárias entre 25 e 80 anos, o aumento anual também foi mais elevado entre os 25 e 29 anos para outros quatro tipos de câncer ligados à obesidade: rim (6,23%), vesícula biliar (3,71%), útero(3,35%) e reto (2,41%).

Um em cada 12 casos de câncer nos Estados Unidos é causado pelo excesso de peso, segundo o médico Jemal.