Aumenta risco de grande sismo nos próximos 30 anos na Califórnia

O risco de um terremoto de grandes proporções ocorrer na Califórnia nos próximos 30 anos foi revisto para cima pelo Instituto Geofísico americano (USGS)

O risco de um terremoto de grandes proporções ocorrer na Califórnia nos próximos 30 anos foi revisto para cima pelo Instituto Geofísico americano (USGS).

Segundo a última projeção, publicada nesta terça-feira, a probabilidade de que um tremor de terra de magnitude 8 ou superior ocorra em 30 anos neste estado do oeste norte-americano é, agora, de 7% contra 4,3% na avaliação anterior UCERF2 (Second Uniform California Earthquake Rupture Forecast), realizada em 2008.

No entanto, segundo a mais recente projeção, denominada UCERF3, a frequência de um sismo destrutivo de magnitude 6,7 – como o de Los Angeles em 1994 – aumentou de um a cada 4,8 anos, em média, a um a cada 6,3 anos.

“Temos sorte porque a atividade sísmica na Califórnia foi relativamente fraca nos últimos 100 anos, mas sabemos que as forças tectônicas pressionam de forma contínua a falha de San Andreas, o que torna inevitável o advento de um poderoso sismo”, explicou Tom Jordan, diretor do Centro de terremotos do sul da Califórnia, principal autor do informe.

As novas previsões levam em conta as últimas avaliações dos movimentos do complexo sistema de falhas geológicas californiano, que está entre os mais ativos do mundo.

O terremoto mais potente da história da Califórnia, com magnitude inicial de 7,8, ocorreu em 18 de abril de 1906, em San Francisco, e deixou 700 mortos. A cidade foi destruída em grande parte por causa dos muitos incêndios que se seguiram.