Arqueólogos encontram ossos de antigo dinossauro dos EUA

Dinossauro, recém-nomeado Aquilops americanus, que significa "cara da águia americana", está intimamente relacionado com seu primo Neoceratopsian na Ásia

Miami – Paleontólogos em Montana, Estados Unidos, desenterraram um crânio do mais antigo dinossauro com chifres da América do Norte, do tamanho de um corvo, segundo um estudo divulgado nesta quarta-feira.

O dinossauro, recém-nomeado Aquilops americanus, que significa “cara da águia americana”, está intimamente relacionado com seu primo Neoceratopsian na Ásia, destaca um trabalho publicado no periódico PLOS ONE.

No entanto, diferentemente de seus parentes Triceratops, essa criatura não tinha chifres nem ossos no pescoço.

O crânio de 84 milímetros de comprimento apresenta um bico enganchado e afiado e bochechas pontudas.

A criatura viveu durante o Período Cretáceo Inferior, há aproximadamente 108 milhões de anos, sendo 20 milhões de anos mais velho do que outro dinossauro conhecido com cifres da mesma região, afirma o estudo liderado por Andrew Farke, do Museu de Paleontologia Raymond M. Alf, na Califórnia.

“Ficamos surpresos pelo fato dele ser mais próximo dos animais asiáticos do que dos da América do Norte”, disse Farke. Isso sugere que algum evento migratório internacional pode ter ocorrido.

Farke disse que pelo fato de apenas os dentes dispersos e os ossos do crânio terem sido encontrados, os paleontólogos sabem pouco sobre como este dinossauro em miniatura com cara de águia.