Alemanha recebe terceiro infectado por ebola

O doente foi transferido em um avião adaptado com uma câmara de isolamento que aterrissou no início da manhã no aeroporto de Leipzig-Halle

A clínica St. Georg de Leipzig, na Alemanha, recebeu nesta quinta-feira um funcionário das Nações Unidas procedente da Libéria infectado por ebola, o terceiro paciente com a doença que chega ao país para ser tratado.

O doente foi transferido em um avião adaptado com uma câmara de isolamento que aterrissou no início da manhã no aeroporto de Leipzig-Halle, onde duas ambulâncias e profissionais sanitários protegidos por trajes especiais o aguardavam.

Escoltadas pela polícia, as ambulâncias transferiram o paciente até a clínica St. Georg, um dos sete hospitais alemãs com unidades de isolamento para doenças altamente infecciosas.

A única informação divulgada até o momento pelas autoridades sanitárias é que trata-se de um trabalhador das Nações Unidas, mas é esperado que a clínica forneça mais detalhes ao longo do dia.

Um médico ugandense que trabalhava em Serra Leoa para uma ONG está isolado desde 3 de outubro na Clínica Universitária de Frankfurt.

O primeiro paciente que chegou à Alemanha foi um trabalhador senegalês da Organização Mundial da Saúde (OMS), que se contagiou em um laboratório de Serra Leoa. Ele foi tratado na clínica universitária de Eppendorf, em Hamburgo, que no fim de semana anunciou a alta após cinco semanas de tratamento bem-sucedido.