Você precisa saber destas 10 coisas se quiser trabalhar na Natura

A multinacional brasileira Natura, que acaba de adquirir a Avon, mira o mercado internacional enquanto se consolida como a maior empresa de beleza do país

Cinquenta anos depois de abrir uma pequena loja na Rua Oscar Freire, em São Paulo, a Natura&Co tornou-se um dos maiores grupos de beleza do mundo.

Em maio, com a compra de 76% das ações da concorrente americana Avon, a multinacional criou um conglomerado avaliado em mais de 10 bilhões de dólares.

A aquisição ainda precisa ser aprovada pelo Cade, o que deve acontecer até o início de 2020. Além da Avon e da própria Natura, o grupo é composto da marca australiana Aesop e da britânica The Body Shop.

Segundo a organização, a ideia é que as empresas continuem existindo de forma independente, compartilhando apenas áreas de apoio, como suprimentos e distribuição.

Com 6 635 funcionários, desde 2016 a Natura vem adotando a estratégia de mesclar o varejo tradicional com a venda direta. O que tem dado certo. Só em 2018, por exemplo, além de atingir uma receita líquida de mais de 8 bilhões de dólares, a empresa inaugurou 17 lojas físicas no país.

Foto: Omar Paixão[/caption]