Você consegue entender a letra desta música da banda Arctic Monkeys?

"Com apenas a primeira estrofe, é possível aprender gramática, vocabulário e até pronúncia do inglês", diz fundadora da Companhia de Idiomas

Depois de 5 anos, a banda Arctic Monkeys lança mais um álbum de estúdio: Tranquility Base Hotel & Casino. A banda nasceu em 2002 e é inglesa. Se você gosta de música e quer praticar um pouco de British English, essa é uma boa atividade.

Uma das músicas mais conhecidas do AM é “Do I wanna know?”. Tocada ao vivo, pela primeira vez, em Ventura na Califórnia em 2013. Ela é considerada uma continuação da música R U Mine?, quanto ao conteúdo lírico e estilo estético. Curiosidade: no título R = are e U = you.

Do I Wanna Know?

Arctic Monkeys

Composer: Alex Turner

Have you got colour in your cheeks?
Do you ever get that fear that you can’t shift the type
That sticks around like something in your teeth
Are there some aces up your sleeve
Have you no idea that you’re in deep?
I’ve dreamt about you nearly every night this week
How many secrets can you keep?
‘Cause there’s this tune I’ve found
That makes me think of you somehow
And I play it on repeat
Until I fall asleep
Spilling drinks on my settee 

Curiosidades da primeira estrofe:

Colour é ortografia em inglês britânico. Em inglês americano, escreve-se sem a vogal U: color. Isso acontece com outras palavras como: favour X favor / flavour X flavor / endeavour X endeavor.

Aces up “your” sleeve = é uma expressão que quer dizer uma vantagem escondida ou um recurso mantido em segredo até que seu uso seja necessário. Em português temos uma expressão parecida: carta guardada na manga.

Have you no idea that you’re in deep? = na música, assim como na poesia, é aceitável não seguir regras gramaticais. Como é uma pergunta, deveria ter o auxiliar. Além disso, ele optou por usar o advérbio negativo NO. Em português, podemos usar dois advérbios negativos na mesma frase, isso já não é possível em inglês.

Don’t you have any idea that you’re in deep?

Do you have no idea that you’re in deep?

Ambas não têm uma boa sonoridade para a música, apesar de estarem gramaticalmente corretas.

In deep = em dificuldade

Dream about = sonhar enquanto dormimos. Já quando queremos dizer que sonhamos no sentido de aspirar, desejar algo que não temos, usamos dream of. O verbo também tem uma curiosidade, ele tanto pode ser verbo regular (dreamed no passado e particípio passado) ou irregular (dreamt) como está na música. O verbo learn também tem esta mesma característica (learned ou learnt).

Fall asleep = pegar no sono. To sleep (slept) é o verbo dormer. Podemos dizer: He is sleeping para ele está dormindo, mas é muito mais comum dizer He is asleep.

Settee = Um sofá ou sofá é um móvel para assentar duas ou mais pessoas na forma de um banco, com ou sem braços, que é parcial ou totalmente estofado, e muitas vezes equipado com molas e almofadas sob medida.

Por fim, para rimar, a estrofe tem várias palavras com dois ee, sendo um com ea (todas elas têm a pronúncia descrita como i longo), som que muitos brasileiros confundem com o i curto em palavras com a vogal i apenas. Palavras:

Cheeks (bochechas)

Teeth (dentes, plural de tooth)

Sleeve (manga de camisa)

Deep (profundo, na música quer dizer dificuldade, problema) X dip (i curto) quer dizer mergulhar, banhar, imergir.

Week (semana). Outra palavra que tem a mesma pronúncia é weak (fraco).

Keep (manter) X kip (cama, local para dormir – gíria tipicamente britânica).

Repeat (repetir)

Asleep (adormecido, dormindo). Sleep (dormer) X slip (escorregar).

Settee (sofá)

Para checar a pronúncia, tanto em inglês britânico quanto americano, acesse o www.thefreedictionary.com.

Você notou que, com apenas a primeira estrofe, é possível aprender muitas informações importantes de gramática, vocabulário e até pronúncia do inglês? Abaixo estão as outras estrofes da música. A minha sugestão de estudo é procurar curiosidades nelas contidas. Para aprender idiomas é preciso ser curioso e questionador.

(Do I wanna know?)
If this feeling flows both ways
(Sad to see you go)
Sort of hoping that you’d stay
(Baby we both know)
That the nights were mainly made for saying things
That you can’t say tomorrow day

Crawling back to you
Ever thought of calling when you’ve had a few?
‘Cause I always do
Maybe I’m too
Busy being yours to fall for somebody new
Now I’ve thought it through
Crawling back to you

So have you got the guts?
Been wondering if your heart’s still open
And if so I wanna know what time it shuts
Simmer down and pucker up
I’m sorry to interrupt
It’s just I’m constantly on the cusp of trying
To kiss you I don’t know if you
Feel the same as I do
But we could be together If you wanted to

(Do I wanna know?)
If this feeling flows both ways
(Sad to see you go)
Was sorta of hoping that you’d stay
(Baby we both know)
That the nights were mainly made for saying things
That you can’t say tomorrow day

Crawling back to you
Ever thought of calling when you’ve had a few?
‘Cause I always do
Maybe I’m too
Busy being yours to fall for somebody new
Now I’ve thought it through
Crawling back to you

(Do I wanna know?)
If this feeling flows both ways
(Sad to see you go)
Sort of hoping that you’d stay
(Baby we both know)
That the nights were mainly made for saying things
That you can’t say tomorrow day

(Do I wanna know?)
Too busy being yours to fall
(Sad to see you go)
Ever thought of calling, darling?
(Do I wanna know?)
Do you want me crawling back to you?

Depois de estudar a música, assista à entrevista de maio de 2018 com o vocalista Alex Turner sobre o novo álbum e a carreira da banda no Genius.com

Este é o site oficial da banda, no qual é possível praticar leitura de notícias da banda. Além de ficar informado sobre os últimos acontecimentos e shows do AM, você estará estudando inglês, desde que tenha um olhar atento para tudo: Artic Monkeys.com

Playlist no Spotify para ouvir as outras músicas: Spotify

Se quiser checar a letra das músicas no playlist, use: Vagalume.com.br

 Lígia Velozo Crispino, 30 Graduada em Letras e Tradução pela Unibero. Curso de Business English em Boston pela ELC. Coautora do Guia Corporativo Política de Treinamento para RHs e autora do livro de poemas Fora da Linha. Colunista do portal Vagas Profissões. Organizadora do Sarau Conversar na Livraria Martins Fontes.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s