Universidade na França oferece bolsas de estudo de até 12 mil euros

As bolsas estão disponíveis para todas as áreas de formação e as inscrições ficam abertas até 10 de janeiro

Até o dia 10 de janeiro, é possível se inscrever no programa de bolsas Ampère da École Normale Supérieure (ENS), em Lyon. As bolsas estão disponíveis para alunos das áreas de humanas, exatas, biológicas e das artes, e as inscrições ficam abertas até o fim do dia 10 de janeiro de 2019.

Para se candidatar, é necessário preencher um formulário (que pode ser acessado por meio deste link) e enviar uma série de documentos: CV, histórico escolar do ensino superior, cópias de diplomas e outros certificados já obtidos pelo aluno, certificado de proficiência em francês (DELF, DALF ou TCF), carta de motivação e duas referências de professores que tenham conhecimento do trabalho do aluno.

As referências dos professores precisam ser feitas de acordo com um modelo acessível no site de candidatura para as bolsas da ENS. O modelo também pode ser acessado neste link. Os alunos selecionados poderão receber uma ajuda de custo de mil euros por mês, por doze meses

Durante esse período, espera-se, segundo o regulamento, que o aluno participe assiduamente das aulas, tenha desempenho satisfatório nas avaliações e realize os estágios obrigatórios associados ao seu programa de mestrado. O regulamento também impede que o aluno estude fora da França durante o período em que receberá a bolsa.

Os alunos contemplados pela bolsa poderão desenvolver seus projetos de mestrado na École Normale Supérieure em Lyon. Alunos cujos projetos sejam da área de matemática avançada ou ciência da computação fundamental também podem ter acesso a essa mesma bolsa, mas para estudar no Labex MYLION, ou Laboratório de Excelência MYLION.

Estudantes que cursarem o primeiro ano do projeto de maneira adequada recebendo a bolsa poderão também solicitar a autorização do Diretor de Relações Internacionais da ENS para realizar um estágio em outro laboratório ou instituição, não necessariamente em Lyon; nesse caso, o aluno novamente precisará apresentar um plano de estudo ao Diretor.

Se você quiser saber mais sobre o programa de Bolsas Ampère, confira aqui.

Este artigo foi originalmente publicado pelo Estudar Fora, portal da Fundação Estudar