Uma funcionária de quatro patas e outras notas sobre o trabalho no Brasil

Um giro por quatro ações, de diferentes empresas, atualiza o que está acontecendo no mercado de trabalho ao redor do país

São Paulo – Confira as principais notas sobre o que está acontecendo nas empresas por todo o Brasil, publicadas na revista Você S/A de outubro.


Funcionária de quatro patas

No começo de setembro, a fintech Asaas fez uma contratação inusitada: o cargo de analista de felicidade foi preenchido por Asinha, uma cachorrinha adotada pelo CEO, Piero Contezini.

A vontade de integrar um bicho de estimação à equipe de 90 funcionários já estava nos planos do executivo quando a cadela apareceu em sua porta. “Ela não aceitava comida nem água, queria apenas entrar em casa”, afirma Piero. Sem pensar duas vezes, ele propôs a adoção da mascote aos quatro sócios, que também apoiaram a ideia.

Com a chegada de Asinha, camas e potes de comida foram espalhados pelo escritório da startup, localizado em Joinville, Santa Catarina. Além disso, a liderança orientou os funcionários em relação à alimentação e aos cuidados cotidianos. “Ela é tratada como um empregado, com atenção e respeito”, completa o CEO.


Todo mundo junto

Desde junho, os 4 500 funcionários da sede da Petrobras, no Rio de Janeiro, ganharam um andar exclusivo para práticas de cocriação. Com 255 metros, o ambiente possui salas com paredes remodeláveis, áreas de descompressão e um miniauditório. “Queremos maior integração para fomentar ideias colaborativas”, afirma Gabriela Jagmin, gerente de serviços compartilhados da empresa.

Quem utiliza as salas ainda conta com um facilitador que organiza o material de apoio, com informações como bibliografia e tendências de mercado. Espaços semelhantes também existem no prédio da Universidade Corporativa e nos outros dois escritórios do Rio de Janeiro, além das unidades de Santos, Aracaju e Natal.

O uso é livre, até mesmo para funcionários de outras localidades, basta agendar. O novo espaço parece ter agradado aos empregados da estatal, já que sua taxa de ocupação gira em torno de 90%. “Esperamos que essa iniciativa nos auxilie no processo de transformação digital da companhia”, conclui Gabriela.

Escritório da Petrobras, no Rio de Janeiro: a empresa ganhou um andar exclusivo para práticas de cocriação, como design thinking e lego serious play |

Escritório da Petrobras, no Rio de Janeiro: a empresa ganhou um andar exclusivo para práticas de cocriação, como design thinking e lego serious play | (André Valentim/VOCÊ S/A)


O celular no comando

Uma pesquisa publicada em agosto pela Hibou, empresa de monitoramento de mercado e consumo, apontou que os brasileiros estão cada vez mais viciados no smartphone.

De acordo com o estudo, que entrevistou 2 000 pessoas de 18 a 45 anos de idade, 91% delas não conseguem ficar longe do celular por mais de 1 hora.


Representatividade importa

No dia 11 de outubro foi celebrado o Dia Internacional da Menina, data criada pela Organização das Nações Unidas para dar visibilidade às situações de violência e sexismo vividas por garotas em todo o mundo.

Por isso, no começo deste mês, a The Body Shop, marca que pertence à Natura, convidou três adolescentes para acompanhar um dia de trabalho da diretora de marketing da empresa, Karina Meyer. “Elas também terão contato com as lideranças das áreas de finanças, suprimentos e jurídico”, diz a executiva.

A ação faz parte do projeto Meninas ­Ocupam, da ONG Plan International, que desenvolve atividades com jovens em comunidades.

As lojas físicas também celebraram a data oferecendo brindes às clientes: jogos da memória com mulheres ilustres, como Tarsila do Amaral e Malala. A ideia da iniciativa é destacar a representatividade feminina na liderança. “Desde cedo as jovens devem entender que podem ocupar o lugar que quiserem”, afirma Karina.

Loja da The Body Shop, em São Paulo: empresa convidou três jovens para acompanhar um dia na rotina da diretora de marketing |

Loja da The Body Shop, em São Paulo: empresa convidou três jovens para acompanhar um dia na rotina da diretora de marketing | (The Body Shop/Divulgação)