Três tendências que mudarão a forma como você trabalha

Estudo realizado na Europa aponta três novas formas de trabalho que poderão ser adotadas pelas empresas no futuro

A Orange Business Services, em parceria com a consultoria Sai Partners e a Harris Interactive, realizou um estudo onde são analisadas as novas formas de trabalho que surgiram a partir do impacto do fenômeno digital nas relações entre as empresas, clientes, parceiros e trabalhadores.

Realizada na Europa, a pesquisa inclui mais de 1.800 entrevistas com CEOs, gerentes de TI, donos de negócios e gerentes de recursos humanos de cinco países europeus. Como resultado, o estudo identificou três tendências que poderão ser adotadas pelas empresas no futuro com o objetivo de otimizar processos, alavancar a produtividade e obter melhores resultados com seus funcionários e clientes. Confira:

O terceiro local de trabalho

Que o trabalho remoto atrai os profissionais da geração Y nós já sabemos. A ideia é que as empresas passem a adotar esse método como forma de alavancar a produtividade ao mesmo tempo em que traz mais qualidade de vida aos funcionários. O estudo realizado revela que 54% das empresas europeias tem uma política de trabalho em casa estabelecida em uma estrutura lícita. Além da casa e do escritório, o trabalho remoto pode assumir diversas localizações: desde locais públicos a locais oferecidos pelas próprias empresas, daí a tendência para o “terceiro local de trabalho”.

Trabalho colaborativo

De acordo com o estudo, 74% das empresas europeias consideram a colaboração com parceiros externos uma prática “obrigatória” e “importante”. Chamada de “Corpoworking”, a tendência do trabalho colaborativo consiste em ter um local dedicado para receber parceiros, fornecedores e clientes. É o caso da companhia SNCF, que oferece espaços de trabalho específicos com acesso à rede da empresa para acomodar parceiros e clientes.

Projetos de TI influenciados pelas áreas de negócios

O estudo aponta para a influência crescente das áreas de negócios na tomada de decisões em projetos de tecnologia da informação. A ideia é que a escolha de equipamentos e soluções digitais deixe de ser uma responsabilidade somente de gerentes de tecnologia para tornar-se uma preocupação de mais setores da companhia. Executivos de Recursos Humanos, por exemplo, já estão presentes no processo de tomada de decisões sobre ambiente de trabalho em 59% das empresas analisadas. Além disso, 36% das companhias acreditam que o nível de envolvimento dos responsáveis pela área de negócios aumentará nos próximos três anos.