Trainee: 4 dicas para planejar a carreira a longo prazo

De acordo com especialistas, o primeiro passo é avaliar se os seus valores estão alinhados com o da empresa

São Paulo – Um bom desempenho no programa de treinamento pode garantir mais de uma oferta de emprego. Mas como qualquer profissional, um trainee precisa ter um objetivo a longo prazo. “O trainee tem que galgar um passo de cada vez, focar na entrega atual, mas também precisa ter uma visão da carreira”, explica Regiane Chaves, chefe de recrutamento e seleção da Nestlé.

Dorival Donadão, sócio fundador da DN Consult, enfatiza que pensar a longo prazo não é assumir uma decisão como definitiva, afinal, o mercado e opiniões mudam constantemente. Ser precipitado pode ser tão ruim quanto não ter foco.

Confira abaixo as recomendações dos especialistas:

1 Alinhe seus valores com o da empresa

Seus objetivos profissionais são parecidos com os da empresa? “É comum que o trainee se identifique com a imagem da marca de uma empresa”, diz Donadão. Para ele, há outros aspectos que o trainee precisa ter certeza que se alinham com seus valores: cultura organizacional, tipo de liderança e metas.

Perceba as regras do jogo da empresa, e se não condizer com as suas, o plano de carreira dificilmente dará certo.

2 Identifique o lhe agrada mais

Qual área ou função que mais lhe encheu os olhos? O trainee pode ter formação em economia, mas durante o treinamento pode ter gostado de trabalhar na área de serviços. “Mesmo não tendo formação específica, o trainee pode se identificar com o conteúdo da área”, explica Donadão.


Entretanto, o consultor alerta que o trainee não pode se precipitar. Vivencie e observe. A primeira impressão pode ser inspiradora e diferente da rotina. Para a expectativa corresponder à realidade, é preciso um período de observação.

3 Foque na prática

“O trainee já tem uma formação intensa e durante o treinamento o mais importante é obter experiência por meio da prática”, afirma Regiane. Se inscrever em cursos rápidos, que só aumentam a lista de cursos do currículo, pode prejudicar o treinamento. Para ela, vale sim, investir em especializações e cursos, mas sem deixar de lado a prática.

4 Peça auxílio

Trocar ideias com pessoas mais experientes, além de ser uma ótima maneira de praticar o networking, pode ajudar o trainee a se projetar. Na Nestlé, o mentor também assume o papel de instruir e ampliar a visão do profissional.

Para Donadão, relatos de profissionais sêniores ajudam o trainee a listar os prós e contras de determinado cargo ou área. Mas, mais uma vez, o consultor alerta que nenhuma decisão, de ter como objetivo determinado cargo, por exemplo, deve ser tomada sem uma avaliação.

“As instruções devem vir de fora também, como de ex-professores da faculdade e profissionais da mesma área”, diz.