Todas as sedes da Cemar são equipadas com LAN houses

A empresa padronizou suas instalações para que as quatro regionais espalhadas pelo Maranhão tivessem o mesmo conforto da sede, em São Luís

São Luís (MA) – A Cemar já foi o patinho feio entre as empresas de distribuição de energia elétrica do país. Na época em que era estatal, seus funcionários não tinham oportunidade de crescimento, acesso à diretoria, nem podiam dar sugestões. Os engenheiros eram chamados de “doutores”.

Hoje, sob o comando da holding Equatorial Energia, que pertence ao fundo Vince Partners, a Cemar empreende uma revolução baseada em três pilares: estratégia, liderança e comunicação. Primeiro, padronizou suas instalações para que suas quatro regionais espalhadas pelo Maranhão oferecessem o mesmo conforto que a sede, na capital, São Luís.

Todas são equipadas com restaurantes, lan house e salas de jogos e descanso. Os líderes passaram a participar das decisões estratégicas — no segundo semestre deste ano, por exemplo, um grupo multidisciplinar de gerentes elabora o que será o primeiro planejamento estratégico para os próximos cinco anos da empresa.

Ainda no quesito liderança, o mapeamento de sucessores vem acontecendo anualmente. Os profissionais identificados como de maior potencial passam por treinamento específico e sabem que “pertencem” à empresa, e não à área. Assim, a Cemar alcançou a marca de ter 87% dos líderes oriundos de seus próprios quadros.

E o Plano de Desenvolvimento, Carreira e Remuneração foi relançado em 2012 com bastante barulho — até as portas dos elevadores foram adesivadas para anunciar a novidade. Todos os funcionários da companhia passam por avaliação de desempenho e têm plano de desenvolvimento individual.

Para alinhar as métricas da avaliação e retirar a subjetividade do processo, a área de gente e gestão fez workshops de competências com todos os níveis em 2011. Nesse mesmo ano, a avaliação dos gerentes e diretores entrou no método 360 graus, enquanto as demais lideranças são avaliadas pelo modelo 180 graus. Com todo esse banho de gestão, a Cemar não só deixou de ser o patinho feito do setor como entrou na lista das melhores empresas para trabalhar no país.

PONTO(S) POSITIVO(S) PONTO(S) A MELHORAR
A verba das multas aplicadas a fornecedores por descumprimento de prazos é direcionada à formação de eletricistas em comunidades carentes. Oferece apenas convênio com faculdades, cujo desconto é de 15%. Os colaboradores pedem um subsídio que garanta percentual maior.