Termos que devem ser evitados em um currículo

Criativo e novos desafios são exemplos que não devem ser usados por serem genéricos

São Paulo – Como descrever o seu perfil profissional? Para André Assef, diretor operacional da consultoria Desix, quanto mais conciso e direto for, melhor. Por isso, evite abusar de palavras que podem acabar não ajudando na busca por um emprego.

Nesse mês, o LinkedIn divulgou a lista com os 10 termos mais usados nos currículos de brasileiros da rede profissional. “Alguns termos são legais para serem usados em um parágrafo de apresentação, mas não como descrição de seu perfil profissional”, afirma Assef.

Veja abaixo alguns termos e os comentários do especialista:

Focado em resultados

“É um pré-requisito para qualquer um ser empregado”, afirma Assef. Independentemente da área que você vai trabalhar, resultados sempre serão bem vindos.

Motivado

A automotivação é um diferencial, mas espera-se de um profissional que ele tenha o mínimo de vontade de trabalhar.

Novas tecnologias

“É um termo muito vago. O ideal é usar o nome da tecnologia e a versão que domina. Isso para quem está buscando faz diferença”, afirma.

Criativo

Você é criativo? Faça com que o seu currículo contenha informações que justifiquem esse termo na sua descrição profissional. Dependendo da área de atuação, o termo nada acrescenta e é dispensável.

Novos desafios

Para o especialista é um termo muito genérico e não revela um traço da personalidade dele ou uma competência profissional. “Quando o currículo é bem construído, o objetivo fica bastante claro”, afirma Assef.