Ser indispensável no trabalho vai tornar sua vida miserável, alerta CEO

O executivo dá dois conselhos simples para evitar essa sina e ainda ser um profissional bem-sucedido

São Paulo – Você não pode planejar suas férias porque sabe que sua equipe vai entrar em colapso? Bem, você está no caminho para tornar sua vida miserável, segundo alerta Eric Johnson, CEO da Nintex em artigo para o site Quartz at Work.

Ser indispensável no trabalho parece um ótimo plano, até que as horas extras se acumulam e a vida fora do escritório sempre fica de lado.

“Empresas que promovem a mentalidade de ser indispensável encorajam os funcionários a manter suas agendas sempre disponíveis. Isso só leva os funcionários a aspirarem a ser absolutamente insubstituíveis em seus times, o que naturalmente leva ao burnout. Não é sustentável e a performance sempre sofre no longo prazo”, escreve Johnson.

O executivo da empresa de automação de processos corporativos cita estudos que mostram como o trabalho em excesso pode prejudicar a saúde: trabalhar uma média de 11 horas por dia pode aumentar em 67% o risco de doenças cardíacas e dobrar as chances de ter depressão.

Johnson defende que o objetivo de um profissional de sucesso é ser valioso para sua empresa, dando o seu melhor e trabalhando duro por 40 horas na semana, e não mais que isso.

Para alcançar um equilíbrio entre a vida pessoal e trabalho, se manter um profissional valioso, mas sem o risco de ser indispensável, ele dá dois conselhos:

Organize seu tempo após o expediente

Quer sair do trabalho às 17h? Marque a aula da academia às 18h, sem negociação. Se comprometer com objetivos no dia a dia, compromissos com amigos ou metas pessoais na semana cria uma fronteira entre as horas dedicadas ao trabalho e as reservadas para si próprio.

Estabeleça prioridades com seu chefe

Existem problemas que devem ser resolvidos agora e outros que podem ficar para amanhã. Hoje, fica complicado se desconectar do trabalho quando as notificações continuam chegando no seu smartphone. Combinar com seu chefe ou com a equipe que tarefas ou mensagens podem ser ignoradas até o dia seguinte – e quais são de fato urgentes –  ajuda a organizar os horários.