Sandoz investe em informação para farmacêuticos e pacientes

Empresa promove treinamentos presenciais e a distância para todo o país; em 2017 serão mais de 20 000 pessoas capacitadas

O setor farmacêutico é um dos que mais crescem e geram emprego no país. E, com o aquecimento do varejo, a capacitação dos funcionários passa a representar um dos principais desafios do segmento. É por isso que a Sandoz, divisão de genéricos e biossimilares da Novartis, passou a investir em treinamento qualificado, seja de forma presencial ou online.

Presente em mais de 70 000 farmácias em todo o Brasil, a companhia entende que proporcionar capacitação a farmacêuticos e profissionais de atendimento significa levar acesso a um melhor serviço para os estabelecimentos e mais informação aos pacientes. Com foco nessa estratégia, em 2017, a Sandoz vai fechar o ano treinando cerca de 20 000 pessoas, um aumento de quase 100% em relação ao ano anterior. Logo, se depender da empresa, não haverá espaço para a baixa qualificação no setor.

“É parte da nossa estratégia levar acesso a informações qualificadas e conhecimento a profissionais de todo o país, tanto de grandes grupos de farmácias como de pequenos estabelecimentos do interior do Brasil. Dessa forma, apoiamos o crescimento sustentável da cadeia farmacêutica, elevando a qualidade do atendimento e beneficiando pacientes”, informa Guilherme Barsaglini, diretor de marketing e inteligência de mercado da Sandoz.

Presença online

Alinhada às novas tecnologias e tendências em educação continuada, a Sandoz está apostando na área digital. Em 2017, a companhia investiu cerca de 2 milhões de reais em iniciativas para levar informação qualificada a seus públicos por meio da internet. Uma das ações é o programa Qualidade Profissional Sandoz, plataforma de treinamento online que leva conhecimento para profissionais farmacêuticos e de atendimento do varejo.

O programa foi iniciado em meados do primeiro semestre de 2017 e terminou no fim de setembro. No total, beneficiou 3 200 pessoas com capacitação de qualidade sobre as principais classes terapêuticas, como cardiologia, sistema nervoso central, anti-infecciosos, gastro, saúde feminina e saúde masculina.

“O resultado foi surpreendente, com um engajamento total das pessoas. O time de campo da Sandoz foi muito empenhado na divulgação do programa aos profissionais farmacêuticos e de atendimento, que se envolveram profundamente com a busca de conhecimento”, avalia Érica Sambrano, diretora comercial da Sandoz.

Colaboradores de farmácias puderam participar do programa de capacitação em duas categorias: profissionais farmacêuticos e de atendimento. Os conteúdos foram oferecidos em forma de textos, videoaulas e games – estes últimos aplicados para fixação do conteúdo. Aqueles que tinham melhor performance nas respostas acumulavam mais pontos.

Os finalistas de cada região do país avançaram para a segunda fase, na qual foi realizada votação aberta e online para escolher os melhores farmacêuticos e balconistas, o que resultou em mais de 30 000 votos. Os vencedores foram convidados a participar de uma visita à fábrica da Sandoz em Cambé, no estado do Paraná, que ocorreu em 28 de setembro. “Durante a visita, eles conheceram todo o processo de fabricação dos medicamentos e viram na prática a qualidade dos genéricos produzidos pela empresa”, conta Leonardo Viana, gerente de treinamento da Sandoz.

 

Vencedores fazem visita à fábrica da Sandoz, em Cambé (PR), para aprenderem sobre o processo de produção de medicamentos Vencedores fazem visita à fábrica da Sandoz, em Cambé (PR), para aprenderem sobre o processo de produção de medicamentos

Vencedores fazem visita à fábrica da Sandoz, em Cambé (PR), para aprenderem sobre o processo de produção de medicamentos (Sandoz/Divulgação)

Para a profissional de atendimento Débora Banci, de Presidente Prudente (SP), a participação no programa foi importante para a evolução na carreira. “Agregou muito conhecimento e tenho certeza de que vou levar essa experiência para a minha vida inteira. Estou estudando farmácia e pude ver na prática o que aprendo na teoria”, conta.

Os farmacêuticos vencedores participaram de um curso de farmácia clínica na Universidade Estadual de Londrina (UEL), considerada a melhor instituição de ensino estadual da Região Sul e uma das 20 mais bem-conceituadas do país, segundo o QS University Rankings: Latin America 2016.

“Participar do programa e ter a oportunidade de conhecer os processos de qualidade dentro de uma indústria farmacêutica foi um ganho muito grande como profissional. Espero participar novamente no próximo ano e recomendo aos profissionais de todo o país que participem da próxima edição”, conta a farmacêutica Dayana Paulo Lacerda, de Campina Grande (PB).

“Com todo o sucesso do Qualidade Profissional e o excelente retorno dos participantes, que pudemos presenciar, temos cada vez mais certeza de que estamos no caminho certo ao investir em plataformas digitais e gerar conteúdo relevante para farmacêuticos e balconistas. Isso só nos traz mais motivação para já começarmos a pensar no Qualidade Profissional 2 para o próximo ano”, diz Rodrigo Salman, gerente de marketing da empresa.

Além do Qualidade Profissional Sandoz, a companhia investe pesado em outros projetos na internet. Outro exemplo é o portal Cuidamos da Saúde, que traz conteúdos produzidos por especialistas e relevantes para pacientes, além de seções de treinamento para médicos, balconistas e farmacêuticos. O acesso é livre e o usuário pode compartilhar informações nas redes sociais.