Quem tem mais chances de virar expatriado

Estudo do LinkedIn mapeia quais as áreas e habilidades levam mais gente para fora do país de origem; confira

São Paulo – Se você trabalha na área de tecnologia de software provavelmente é mais propenso a mirar (e conseguir) uma oportunidade profissional no exterior do que alguém que trabalha na indústria. É o que mostra um estudo do Linkedin feito com base nas movimentações de carreira ao redor do globo feito pelos usuários e registradas na rede social. 

As chances aumentam para quem, além disso, trabalha na área de desenvolvimento de negócios e entende de marketing de mídias sociais, segundo o levantamento. Por outro lado, donos do próprio negócio têm uma tendência menor a buscar a expatriação. 

Na lista dos setores com mais expatriados – segundo a base de dados do LinkedIn – também estão a área de mídia e entretenimento, além de serviços. Veja:

Os setores com profissionais mais propensos a buscar expatriação

Setores
1. Tecnologia – Software
2. Mídia e Entretenimento
3. Serviços
4. Óleo e energia
5. Governo, educação e instituições sem fins lucrativos

Os setores com profissionais menos propensos a buscar expatriação

Setores
1. Indústria
2. Arquitetura e Engenharia
3. Tecnologia – Hardware
4. Transporte
5. Telecomunicações

Os cargos com profissionais mais propensos a buscar a expatriação

Funções/Cargos/Departamentos
1. Desenvolvimento de novos negócios
2. Marketing
3. Pesquisa
4. Mídia e Comunicacão
5. Gestão de produto

Os cargos com profissionais menos propensos a buscar a expatriação

Funções/Cargos/Departamentos
1. Empreendedorismo ou empresário
2. Administrativo
3. Segurança e serviços de proteção
4. Serviços de saúde
5. Contabilidade

A lista de habilidades mais comuns entre os expatriados

Habilidades
1. Marketing em mídia social
2. Engenharia mecânica e aeroespacial
3. Programação JAVA
4. Ciências da vida
5. Defesa e segurança nacional
6. Tradução de língua estrangeira
7. Políticas públicas e relações internacionais
8. Gestão de engenharia de software
9. Varejo e atacado
10. Consultoria de gestão, estratégia de negócios e análise

 Segundo especialistas, há várias características dos brasileiros que as multinacionais adoram. Ter tudo isso no currículo, no entanto, não é sinônimo de emprego no exterior na certa. Mesmo se a empresa oferecer a oportunidade, há sete itens para analisar antes de aceitar a proposta para ser um expatriado. Confira quais são eles