Que tal um cafezinho

Pode responder "sim" tranqüilamente toda vez que ouvir essa pergunta. Motivo: café faz muito bem à saúde. Muito mais do que você imagina

Apesar da má fama, aquele prosaico cafezinho que você toma todo dia pode ser um santo remédio. Além de deixá-lo no auge da forma física e mental, a cafeína traz outros benefícios à saúde. Por ter ação vasodilatadora, ajuda, por exemplo, a combater a enxaqueca. Além disso, existem estudos que relacionam essa substância a uma menor ocorrência de mal de Parkinson. No entanto, não é a cafeína que vem chamando a atenção da ciência. O interesse dos médicos voltou-se para os ácidos clorogênicos, componentes do café que, até onde se sabe, não aparecem em nenhuma outra bebida. O médico Darcy Lima, um dos maiores estudiosos do assunto no Brasil e criador do Institute for Coffee Studies na Universidade Vanderbilt, nos Estados Unidos , acompanhou durante uma década mais de 100 mil estudantes de 10 a 20 anos. A conclusão: os que tomavam café diariamente apresentavam menor incidência de depressão, alcoolismo e dependência química. “Os ácidos clorogênicos ajudam a estabilizar a química cerebral”, diz Lima, que leciona na Universidade Federal do Rio de Janeiro. As alterações na atividade cerebral levam a mudanças de humor que podem causar depressão. Essas oscilações também podem fazer a pessoa buscar compensação no álcool e nas drogas. Os estudos de Lima já estão produzindo resultados: desde o início do ano, 5,6 milhões de crianças que estudam na rede pública do estado de Minas Gerais tomam café com leite na hora do lanche. “A meta é fazer o mesmo no país todo”, diz ele.

INOCENTE ATÉ PROVA EM CONTRÁRIO
Dizem que o excesso de cafeína altera a quantidade de homocisteína o sangue, o que é tão nocivo para o coração quando ter o colesterol alto. “Até hoje isso ainda não foi comprovado”, afirma Lima.

NA DOSE CERTA
Você pode beber até dez xícaras (de 50 ml) por dia — a menos que seu médico faça uma recomendação diferente. Só que café é estimulante. “Por isso, só deve ser consumido durante o dia”, diz Lima.

DEMAIS FAZ MAL
Ocorrências mais comuns de beber muito café: aborto, diarréia, episódios de pânico (em quem tem síndrome do pânico), gastrite, insônia, taquicardia e tremores.ENGULA ESTA Em cada xícara de café você encontra: ácidos clorogênicos, cafeína, sais minerais, vitamina B e compostos voláteis.

PESQUISA VOCE S.A. Dos 107 leitores que responderam à pesquisa feita no site de VOCÊ s.a. sobre sua cota diária de café, 25,2% disseram tomar mais de quatro xícaras por dia. Mais de 26% costumam fumar em seguida.