Que benefícios Ambev e Itaú dão aos funcionários? Agora é fácil descobrir

Novo recurso da Love Mondays permite descobrir quais são os benefícios oferecidos por milhares de empresas e a satisfação dos funcionários com eles

São Paulo – A empresa oferece plano de saúde? Pode fazer home-office? Cachorros e gatos são permitidos no escritório? Há academia no local de trabalho? A geladeira é aberta e recheada de snacks e bebidinhas? Há chances de ser expatriado?

Se os benefícios que uma empresa oferece tiverem peso na sua decisão por trabalhar ou não para ela, – e em geral têm- o novo recurso lançado hoje na plataforma Love Mondays vai ajudá-lo.

A partir de hoje, os usuários do site podem indicar quais benefícios as empresas têm e qual o seu grau de satisfação com o pacote, de forma geral. São mais 50 itens que podem ser avaliados especificamente, desde a modalidade de plano de saúde que a empresa oferece ao valor do vale-refeição recebido.

E, claro, tudo de forma espontânea e anônima, como já acontece com a divulgação de salários, avaliações de empresas e de entrevistas de emprego.

“Como os benefícios podem variar muito entre uma empresa e outra, poder compará-los dá mais poder aos profissionais”, diz a CEO e co-fundadora da Love Mondays, Luciana Caletti.

Durante as últimas semanas, a equipe da Love Mondays coletou mais de 35 mil benefícios de 10 mil empresas como Itaú Unibanco, Santander, Ambev e Telefônica Brasil (Vivo).

O Site Exame conseguiu com exclusividade as notas de satisfação com o pacote de benefícios nestas quatro empresas. Essas informações são preliminares e não configuram um ranking, segundo a Love Mondays. Ainda assim, é possível verificar que entre elas, a Telefônica leva a melhor. Confira:

Empresa               Satisfação geral com os benefícios
Telefônica                  4,6
Santander                  4,3
Itaú                            4,4
Ambev                       3,8

Quem quiser ver os benefícios oferecidos nestas e outras empresas, pode fazer uma avaliação e entrar na página da empresa na plataforma. O novo recurso está funcionando no Brasil, no México e na Argentina.