Qual a diferença entre círio e sírio?

Diogo Arrais, professor de língua portuguesa do Damásio Educacional, explica a diferença entre os termos sírio e círio

São Paulo – Durante o segundo domingo de outubro, comemora-se o Círio de Nazaré (grande manifestação religiosa). Nesse período, é comum encontrar as expressões “a festa do Círio”, “o domingo do Círio”, o “Círio”. Na escrita, com a letra C.

Provavelmente, você deve, também, ter se lembrado de “sírio”, com S – adjetivo relativo à Síria. Qual a diferença, então, entre esses termos tão parecidos? 

Em conceito gramatical, as palavras “círio” e “sírio” classificam-se como homônimas. Homônimas? Sim! Palavras com escrita ou pronúncia iguais, mas com significados diferentes, assim como “sexta” e “cesta”; “caçado” e “cassado”; “sela” e “cela”.

Em referência à etimologia dos vocábulos, o termo “círio” provém da forma latina “cereu”, originalmente grafado com a letra C. Cereu, Círio, Cera: a vela de grande porte; a procissão que, partindo de determinado lugar, vai levar um círio a outro lugar. 

Já o termo “sírio” provém da forma grega “sWrios”, do latim “syriu”, originalmente grafados com S. SWrios, Syriu, Síria, Sírio: pertencente ou relativo à Síria (Ásia).

Ao longo do tempo, surgiram outras expressões, nesse campo homônimo:

a) Os substantivos “círio-de-nossa-senhora” e “círio-do-norte”(plantas oficialmente assim grafadas, já que o Novo Acordo Ortográfico mantém hifenizados termos da Botânica e da Zoologia);

b) O adjetivo “sírio-libanês” (sempre hifenizado por fazer referência a um povo ou nação – não sofreu reforma ortográfica).

Viu como a etimologia, a origem de um vocábulo, explica sua ortografia? Não confundindo os homônimos, é provável que se comente a um sírio-libanês, no Brasil, sobre o Círio de Nazaré.

Um abraço, até a próxima e siga-me pelo Twitter!

 

Diogo Arrais
@diogoarrais
Professor de Língua Portuguesa – Damásio Educacional
Autor Gramatical pela Editora Saraiva