PwC tem 400 vagas para trainees. Veja perfil dos aprovados

Um dos programas de trainee mais disputados do país está com vagas abertas para jovens de qualquer curso. Veja o que faz a diferença para entrar na PwC

São Paulo — Um dos programas de trainee mais concorridos do país está com inscrições abertas até dia 23 de março. A PwC Brasil oferece cerca de 400 vagas para estudantes matriculados a partir do 2º ano de graduação ou formados há no máximo dois anos.

Embora a quantidade de oportunidades seja grande, a concorrência não fica atrás: no ano passado, as 400 vagas abertas pela empresa foram disputadas por nada menos que 46 mil inscritos.

O jovem que consegue passar por essa rigorosa peneira é aquele que demonstra um claro perfil de liderança, diz Érika Braga, diretora de recursos humanos da PwC. “Buscamos candidatos que tenham uma atitude de protagonismo, inclusive quanto à própria carreira”, explica ela. “Isso aparece no jovem que sempre busca adquirir novas habilidades, que não é passivo diante do próprio desenvolvimento profissional”.

De acordo com Braga, o comportamento tem muito mais peso para a seleção do que o perfil técnico.

Não há restrição sobre formação acadêmica. “Temos psicólogos, biólogos e até médicos no nosso time de trainees”, diz ela. A diretora de RH da PwC diz que o “pedigree” da faculdade é levado em conta pelos avaliadores, mas não interfere de forma decisiva na aprovação.

Vivência internacional, trabalho voluntário e experiência profissional também não têm peso para a avaliação — embora contem como fator de desempate.

Já o inglês é uma competência obrigatória. O nível mínimo de conhecimento sobre o idioma varia conforme a área: é avançado para consultoria de negócios e intermediário para consultoria tributária e auditoria.

Dependendo da área, o domínio de outras línguas, como alemão, espanhol ou francês, também pode contar pontos, já que a multinacional tem clientes no mundo todo. Segundo Braga, há vagas abertas para o escritório da PwC em Campinas (SP) que exigem fluência em japonês e coreano.

De olho nos valores

Composto por testes online e uma etapa presencial que ocorre em apenas um dia, o processo seletivo de trainees da PwC é norteado pela noção de aderência cultural entre candidato e empresa, diz Braga. A lista de valores da multinacional está descrita no seu site oficial. Entre outros atributos, é preciso demonstrar criatividade, ética e “compulsão por atualização profissional”.

A trainee Aline Santos, de 23 anos, acredita que conseguiu ser aprovada no programa por demonstrar “ambição, motivação, criatividade e coragem”.

“Quando me inscrevi no processo da PwC, eu trabalhava com recursos humanos em uma metalúrgica, um trabalho bem oposto ao de auditoria”, explica a jovem, formada em administração pelas Faculdades Integradas Rio Branco e graduanda em ciências contábeis na PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo). “A mudança foi bem radical e fui muito ambiciosa para encarar esse novo desafio, mas acreditei que estava preparada”.

Pedro Brito, de 23 anos, também aprovado na última edição do programa, diz que “ter muita vontade” o ajudou a se destacar da concorrência. “Quando cheguei à dinâmica de grupo, percebi que a maioria dos candidatos tinha mais experiência do que eu, todos estavam formados e já tinham estagiado em multinacionais”, conta. “Meu diferencial foi ter muita vontade de participar da empresa e de dar o melhor de mim, além de ter afinidade com a área”.

Segundo o jovem, que cursa engenharia de energia na Universidade Federal do ABC, é preciso ser engajado e empenhado para chamar a atenção da PwC.

“Claro que formação é extremamente importante, mas não adianta ser um profissional com a melhor formação acadêmica do mundo se você não está disposto a trabalhar em grupo, outra atitude que é fundamental na PwC e será cobrada nas dinâmicas”, diz.

O processo de seleção pode ser extenuante, mas compensa: segundo Marcos Panassol, sócio da empresa, a contratação de trainees faz parte da estratégia de desenvolvimento de lideranças. “Dos atuais sócios da firma, mais de 90% ingressaram como trainees”, afirma.

Serviço

Programa Nova Geração 2018 da PwC

Vagas: 400

Áreas: os aprovados vão trabalhar em auditoria, consultoria tributária e societária ou consultoria de negócios.

Perfil: a partir do 2º ano da graduação ou com até dois anos de formados em cursos como administração, ciências atuariais, ciências contábeis, ciências econômicas, cursos de TI, engenharia, estatística, matemática, administração, comércio, exterior, direito, relações internacionais, engenharias (civil, controle e automação, elétrica, mecânica, mecatrônica, produção), física, entre outros.

Local de trabalho:
há vagas para os escritórios de Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Cuiabá, Curitiba, Florianópolis, Goiânia, Maringá, Porto Alegre, Recife, Ribeirão Preto, São José dos Campos, Salvador, Sorocaba, São Paulo e Rio de Janeiro.

Salário: não informado

Inscrições: até 23 de março pela página do Grupo Cia de Talentos