Uma documentarista carioca na lita de Jovens Líderes Globais

Juliana Bacha ficou conhecida mundialmente pelo documentário sobre o líder comunitário palestino Budrus

São Paulo – O Fórum Econômico Mundial anunciou, em março, sua lista de Jovens Líderes Globais. Neste ano, uma das brasileiras selecionadas é a documentarista carioca Julia Bacha, de 33 anos, citada ao lado de nomes como Claudia Sender, executiva-chefe da TAM, e Tatiana Lacerda Prazeres, da World Trade Organization.

Julia ficou mundialmente conhecida por seu documentário Budrus, sobre um líder comunitário palestino e sua filha, que conseguem unir membros dos grupos rivais Fatah e Hamas em protestos pacíficos contra a construção de um muro separatista pelos israelenses.

O documentário recebeu mais de dez premiações. Seu trabalho mais recente, My Neighbourhood (veja em www.justvision.org/myneighbourhood/watch), retrata protestos pacíficos em Jerusalém.

O interesse de Julia pelos conflitos internacionais começou após o ataque às Torres Gêmeas, em setembro de 2001. Mas foi numa viagem ao Egito, onde conheceu uma documentarista, que ela descobriu sua vocação. “Me apaixonei pelo trabalho de edição.” Hoje, Julia se divide entre a filha recém-nascida e as filmagens. “Tento melhorar o mundo de alguma forma”, diz ela.