Por que o Bradesco é um ótimo banco para começar a carreira?

Conheça como é o trabalho para os jovens no Bradesco, uma das 45 Melhores Empresas para Começar a Carreira

Este texto faz parte do anuário VOCÊ S/A – As Melhores Empresas para Começar a Carreira 2018, publicado em dezembro de 2018 (ed. 247), com informações levantadas entre os meses de junho e setembro do ano passado. 

Osasco (SP) – A estrutura de carreira do Bradesco, que contrata profissionais apenas nos cargos de entrada e promove os funcionários para posições de liderança, é um dos grandes atrativos que fazem do banco uma boa empresa para o público mais jovem. “A oportunidade que a companhia dá às pessoas sem experiência é muito positiva”, diz um empregado.

E, se a chegada das fintechs não ameaçou a liderança das instituições financeiras tradicionais, pelo menos as empurrou rumo à modernização. Dois exemplos de iniciativas nesse sentido são os lançamentos do coworking InovaBra e do banco 100% digital Next.

A mudança da cultura, entretanto, acontece a passos lentos: por um lado, o uso obrigatório de gravata foi suspenso às sextas-feiras nas agências, mas, por outro, a chefia ainda torce o nariz para colaboradores de barba. Apenas nas áreas de inovação e TI o dress code e o ambiente são informais e flexíveis, no estilo startup.

Essa existência de mundos tão diversos é motivo de reclamação. Por causa da diminuição das contratações, parte de uma política de redução de custos adotada em 2017, muitos empregados relatam sobrecarga de trabalho. Entre as iniciativas elogiadas está o Ei!, programa de ideias que reconhece as melhores sugestões de inovação. banco.bradesco


PONTOS POSITIVOS

Os empregados destacam o vale-refeição e o vale-alimentação, que somam 1 200 reais mensais. A credibilidade da empresa e a sólida estrutura organizacional também agradam aos jovens do Bradesco.


PONTOS A MELHORAR

Funcionários reclamam da rigidez da carreira interna, que dificulta o crescimento horizontal. O aumento do subsídio educacional e a flexibilidade em tirar férias e folgas também são reivindicados.