Os termos mais “manjados” no currículo

Pesquisa mostra quais as frases mais usadas em currículos mas que, no fundo, não expressam nada para o recrutador

São Paulo – Regra de ouro para ter um currículo matador? Seja objetivo, sempre. Apesar disso, muita gente por aí sucumbe a um ou outro clichê, muitas vezes sem se dar conta disso.

Em pesquisa recente, a consultoria de recrutamento OfficeTeam listou os termos mais usados em currículos, mas que, na prática, não dizem nada para o recrutador, segundo 1.500 executivos entrevistados pela consultoria. Confira: 

Termos mais usados e que dizem muito pouco
Altamente qualificado
Esforçado
Trabalha em equipe
Solucionador de problemas
Flexível
Sociável
Proativo


Em comum, todos estes conceitos são vagos e pouco precisos. Por mais bonitos que pareçam no papel (logo abaixo do seu nome), eles não diferenciam a sua trajetória profissional, quem você é e o que construiu na carreira até agora daquilo que os outros candidatos têm a oferecer.

Todo mundo pode dizer, por exemplo, que é altamente qualificado. Mas o que determina, realmente, a sua qualificação é a qualidade dos cursos que participou ou a maneira como exerceu cada atividade ao longo da sua carreira, por exemplo. Da mesma forma, dizer-se esforçado é fácil. Difícil é mostrar resultados que comprovem isso. E por aí vai. 


A dica é fugir dos adjetivos e se apegar aos dados e fatos que compõem a sua carreira. São eles que irão levar o recrutador à conclusão de que você pode ser descrito como uma pessoa cheia destas qualidades. 

Veja as dicas do OfficeTeam para deixar isso claro na entrevista de emprego. No currículo, a dica é ser conciso e se ater apenas aos dados mais relevantes que expressem seus atributos (veja mais dicas na reportagem “O que mais conta para o currículo (segundo cientistas“).

1 Em vez de dizer que é altamente qualificado, mostre que você tem condições para responder às demandas do cargo em questão. Como? Através de fatos que mostrem como suas habilidades foram importantes para a execução de uma tarefa e os cursos relevantes que você já fez. 

2 Quais são os fatos que provam que você é esforçado? Você cumpre todos os prazos? Extrapola o que está no job description? Se sim, conte para o recrutador com exemplos. 

3 Sabe trabalhar em equipe? Então, procure exemplos ao longo da sua carreira que mostrem como uma parceria ajudou o seu trabalho sair do papel. 

4 A melhor maneira de mostrar que é um exímio solucionador de problemas é contando como protagonizou a resolução de um desafio difícil em experiências profissionais anteriores. 

5 Convidar todo mundo para um happy hour ou montar o amigo secreto do departamento não são indícios de que você é um profissional sociável. Explore exemplos que mostrem como você conseguiu influenciar outras pessoas no trabalho – mesmo sem ser o chefe. 

6 Proatividade é uma palavra de ordem dentro das corporações. Mas quando você reagiu instantameamente a uma situação sem esperar que seu chefe pedisse isso? Quando propôs ideias relevantes para melhorar um processo?

Em dezembro, o LinkedIn também listou quais as palavras que os brasileiros mais amam na hora de elaborar o currículo e em um dos vídeos de carreira, João Marco, diretor da Michael Page, listou o que não precisa entrar no currículo. Veja: