Os salários pagos por uma das maiores bolsas de bitcoin do Brasil

A FOXBIT, bolsa de compra e venda bitcoin, é a PME mais amada por funcionários do país. Maior salário por lá é de 10,1 mil reais. Veja quem ganha isso

São Paulo – “O ano de 2017 foi exemplar. Por isso, o bônus de fim de ano foi ótimo”, diz Guto Schiavon, o sócio fundador da FOXBIT, uma das principais bolsas de compra e venda de bitcoin no Brasil. A empresa ficou em primeiro lugar no ranking de satisfação de funcionários entre PMEs (pequenas e médias empresas) divulgado nesta semana, pelo site Love Mondays.

Mas não são os salários, nem a remuneração variável na startup que explicam, segundo Schiavon, o sorriso no rosto dos funcionários da intermediadora financeira. A satisfação, diz, é por trabalhar em um ambiente horizontal, ou seja, sem hierarquia, e que permite autonomia de trabalho.

“Estamos todos juntos no mesmo barco. Pode fazer home office. Não tem dress code”, diz. Essa informalidade no estilo de trabalho parece agradar a equipe, formada em sua maioria por pessoas com menos de 30 anos.  Schiavon, que atua como diretor de operações, é ainda mais novo que grande parte do seu time: ele tem 23 anos.

O nível de satisfação supera a marca de 4,8 e as avaliações são feitas de forma espontânea e anônima. A nota máxima é 5. O único usuário que disse que não recomendaria a empresa reclamou do grande número de horas extras. No site Love Mondays é possível conferir todas as avaliações.

O segundo semestre do ano passado foi puxado em termos de carga de trabalho, com a bitcoin chegando às alturas e atraindo muitos investidores, diz Schiavon. “Estávamos em um ritmo frenético”, assume. De acordo com ele, foi preciso contratar 35 funcionários, em poucos meses. Hoje são 60 empregados.

Mas a expectativa é que esse número cresça cinco vezes. “ Queremos fechar 2018 com 300 funcionários”, diz. A empresa, fundada por Schiavon e sócio João Canhada há três anos, está de mudança um escritório de 2,2 mil metros quadrados, em uma torre vizinha ao seu atual escritório na região da Berrini, em São Paulo. “Em três meses mudamos”, conta.

As novas contratações já surtiram efeito positivo, segundo o diretor de operações. “Já conseguimos aliviar a exaustão das pessoas”, diz. Faz parte do seu plano diminuir a jornada de trabalho para 40 horas semanais. “Meu desejo mesmo é que a pessoas trabalhem seis horas por dia para que consigam viver também fora do trabalho”, afirma.

Veja também

Até o fim de janeiro vão surgir mais oportunidades

Novas oportunidades profissionais vão surgir na FOXBIT até o fim do mês e serão anunciadas na página da empresa no site 99 jobs.

Segundo o diretor de operações, tecnologia, marketing, recursos humanos e administrativa são as áreas prioritárias para as novas contratações.

Inquietude, proatividade, gosto por tecnologia e, obviamente, entender de criptomoedas são características indispensáveis para quem quer trabalhar na empresa.  Sobre cursos universitários, Schiavon diz não haver restrição.

“Aqui temos de geólogos a administradores. Eu nem sou formado”, diz ele, que deseja terminar a faculdade de sistemas de informação neste ano.

Escritório da FOXBIT: mudança de sede em três meses

Escritório da FOXBIT: mudança de sede em três meses (foxbit/Divulgação)

Queda na cotação da criptomoeda afeta a satisfação dos funcionários?

“Aqui dentro da empresa, as pessoas sabem que a bitcoin é volátil, que sobe muito e cai muito, então não afeta muito o clima”, diz Schiavon.

Se no ano passado a valorização da bitcoin chegou a 1.400% e a cotação chegou a 19,3 mil dólares, este ano ela já tem feito ex-bilionários e seu valor caiu pela metade.

Schiavon diz que é comum as pessoas perguntarem se o salário na FoXBIT é pago em bitcoin.  Mas não é. “A única facilidade que os funcionários têm é que se desejarem comprar bitcoin na plataforma não vão pagar taxa”, diz.

A seguir, confira os salários pagos pela empresa, segundo usuários ao Love Mondays:

Cargos Salário médio Base de cálculo
Estagiário 1.433 reais 3 salários informados
Assistente de operações financeiras 2.300 reais 2 salários informados
Assistente operacional 2.200 reais 2 salários informados
Trader 10.100 reais 1 salário informado
Programador Pleno 10.100 reais 1 salário informado
Programador Sênior 8.600 reais 1 salário informado
Desenvolvedor 8.100 reais 1 salário informado
Chief Executive Office (CEO) 4.600 reais 1 salário informado
Analista 4.100 reais 1 salário informado
Analista de marketing 3.900 reais 1 salário informado
Business development 3.600 reais 1 salário informado
Supervisor Administrativo 3.100 reais 1 salário informado
Designer 3.100 reais 1 salário informado
Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Viacheslav Yakovlev

    Chief Executive Office (CEO) ganhando 4.600 reais, só R$500 do que um analista, deve ser uma piada )

  2. Viacheslav Yakovlev

    Analista 4.100 reais