Os benefícios mais desejados por profissionais de óleo e gás

Com tantos estrangeiros no setor, pacote de expatriação lidera lista de benefícios preferidos. Auxílio moradia e bônus também estão na mira dos profissionais

São Paulo – Mudar de país, ganhar mais, ter plano de saúde para a família, auxílio moradia, passagens aéreas para voltar para o local de origem uma vez ao ano, ter as despesas da escola dos filhos pagas pela empresa.

Ser expatriado (e ter todos esses benefícios no pacote) é o melhor dos mundos para boa parte dos profissionais que atuam na área de petróleo e gás, segundo pesquisa realizada pela Michael Page em sua base de dados. Ao menos 40% dos mil entrevistados ao redor do mundo citaram o pacote de expatriação como o ponto alto dos benefícios que uma empresa poderia oferecer.

“O grande ponto da expatriação é que o salário aumenta de 20% a 40% e os custos de vida caem muito”, explica Carlos Afonso, gerente da divisão de óleo e gás da Michael Page.

A expatriação, diz ele, é um movimento comum, quase natural, para quem trabalha nesta área e o Brasil está, definitivamente, na rota destes profissionais. “Há falta de mão-de-obra qualificada, então, a gente tem que buscar pessoas em países com uma indústria de petróleo mais madura”, afirma Afonso.

Com o aquecimento do mercado brasileiro, o movimento de expatriados por aqui ganha ainda mais fôlego, segundo o especialista. De 400 oportunidades abertas em dezembro do ano passado no site global da Michael Page, 103 já foram fechadas neste primeiro trimestre. Destas, 30% são para atuar no Brasil.

Mas não é só a falta de brasileiros qualificados que justifica a crescente chegada de estrangeiros. Há que se levar em conta também o fato de que grandes empresas estrangeiras trazem profissionais de confiança de suas matrizes ou de operações em outras regiões, segundo Afonso.

Apesar de ser o mais desejado, o pacote de expatriação também não é único benefício na mira dos profissionais que trabalham no setor. A pesquisa indica ainda que os bônus por desempenho profissional também fazem brilhar os olhos dos profissionais, na hora de aceitar uma proposta. Para 25% dos entrevistados, este é o benefício mais vantajoso.

Já a participação na empresa, por meio de cotas de ações, também aparece na pesquisa da Michael Page. Para 13%, o benefício está no topo da lista dos mais desejados. Confira todos os benefícios citados no levantamento:

Benefício Percentual de entrevistados que desejam este benefício
Pacote de expatriação 40%
Bônus 25%
Ações 13%
Pensão (moradia, carro, escola) 9%
Subsídio de moradia 9%
Subsídio extra (varia de empresa para empresa) 3%